GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Quake 4 para PC de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


Como sempre, Quake 4 traz um enredo ???light???, uma ficção básica de luta do bem contra o mal, dando continuação aos acontecimentos do segundo jogo da série. Apesar dos humanos terem conseguido matar Makron, o líder da raça alienígena Strogg, a eterna batalha entre eles parece ainda muito longe do fim. Os eventos se iniciam com uma das naves que participa de um contra-ataque ao planeta inimigo, e que transporta o esquadrão Rhino para a superfície, é abatida. Apesar da queda feia, nosso herói, o recruta Matthew Kane, consegue sobreviver e agora tem que se reunir com seu grupo para dar continuidade ao assalto em terra firme.

A história segue um ritmo leve e pouco envolvente, bem comum de jogos do gênero, mas tem algumas reviravoltas curiosas mais para frente, em uma tentativa válida de Raven Software de dar uma apimentada nos acontecimentos e torná-los um pouco menos clichê.

Doom 3 2


Logo quando iniciamos Quake 4, dá para sentir um forte ???cheiro??? de Doom 3 no ar. Primeiro porque aquele utiliza a mesma tecnologia deste, portanto podemos ver, pelas texturas e gráficos, que estamos falando de produtos com vínculos tecnicamente fortes. Mas o fato é que eles não precisavam ser tão iguais, principalmente em conceito.

Quem teve a oportunidade de jogar Doom 3 verá um jogo praticamente igual, bem linear, com cenários escuros e predominantemente fechados e claustrofóbicos, monstros que saltam de repente à tela para trazer um suspense, sangue espalhado pelas paredes e um visual com fortes tendências verde-acinzentadas. Os mais desinformados podem até arriscar a dizer que se trata do mesmo jogo, ou uma continuação ou expansão, tamanha a similaridade.

Os mais observadores perceberão que as verdadeiras diferenças são sutis: Doom 3 é mais baseado em suspense e faz uma maior utilização da luz e da escuridão para tornar o clima mais tenso, enquanto Quake 4 é mais direcionado à ação, com maior número de inimigos para se matar e maior incidência de tiroteios, apesar de ser também bem escuro e ter fortes pitadas de suspense. Este último conta ainda com veículos e Mechs para pilotar, que trazem um ar de ???novidade??? em relação a Doom 3, mas que, mesmo assim, não é nada que já não vimos em outros jogos.

Frenesi à iD


Para quem nunca viu um Quake ou Doom na vida, Quake 4 é um jogo bem objetivo e baseado em atirar em tudo que se move. Esqueça enigmas, plataformas pra pular e objetivos complicados para serem cumpridos, pois a ordem aqui é se divertir despejando o pente de cartuchos nos Strogg com velocidade, ao mesmo tempo em que esquiva dos contra-ataques com habilidade.

Os confrontos são bem frenéticos, quase sempre se resumindo a apertar o botão esquerdo do mouse para atirar repetidamente, dando leves passos laterais para se desviar do fogo inimigo. Não existe necessidade de alguma tática de combate, do tipo esconder atrás de pilastras, esperar o melhor momento para atacar ou procurar um caminho alternativo para pegar o inimigo de surpresa. Os monstros também não se preocupam em renovar seus métodos de ataque e sempre nos enfrentam de frente, sem esquivar, esconder ou tentar dificultar de alguma forma os confrontos com movimentação. Eles são meio kamikazes e com uma inteligência artificial que deixa um pouco a desejar no que diz respeito ao dinamismo dos combates.

Existe uma boa variedade de armas e todas são bem balanceadas. O senso de impacto também é bom, apesar de que existe pouca interação com o cenário. A Raven decidiu colocar alguns barris e objetos que reagem ao receber disparos, mas no geral pouca coisa pode ser movimentada.

Apesar de ter essa sensação forte de dejá vù, o modo para um jogador de Quake 4 é bem divertido. O jogo funciona de maneira bem simples, o controle do personagem é preciso e os comandos são bem básicos, como ataque, movimentação e troca de armas.

O modo multiplayer também se mostra uma versão atualizada daquilo que já estamos cansados de ver. Quem realmente gosta de confrontos frenéticos certamente amará Quake 4, mas quem quer novidade, vai ficar chupando o dedo. Ele parece muito o mesmo modo de Quake 3, com algumas atualizações e alterações de balanceamento ??? o lança-foguetes é mais lento, o tempo de recarga da metralhadora é diferente, etc. Os modos multiplayer também são bem sem criatividade, se resumindo apenas em Deathmatch, Team Deathmatch, Capture the Flag, Arena Capture the Flag e Tourney.

Quake 4 tem tudo que um bom jogo de tiro em primeira pessoa precisa: ??timos gráficos, efeitos de primeira, ação intensa, monstros assustadores, sangue por todos os lados, boa variedade de armas, personagens bad-ass, alienígenas, um modo multiplayer decente e veículos. Ou seja, se formos ver Quake 4 como um jogo isolado, tem todos os elementos necessários para agradar qualquer fã do gênero.

O grande problema é que nada que Quake 4 ofereça é novo e estimulante o suficiente. Trata-se de uma mistura de tudo que é mais manjado em termos de primeira pessoa, o que não condiz com a expectativa que se tem de um jogo de uma franquia que já foi responsável por iniciar a mania dos jogos de tiro on-line e sempre rimou com inovação. Ironicamente, já existem até mapas de Quake 3 feitos por fãs que o deixam parecidíssimo com o jogo anterior. Para aparecer um mod que o transforma em Doom 3, parece uma questão de tempo.

O Veredicto:
Quake 4 é um jogo construído sobre o alicerce de Doom 3 e que herda deste não apenas o sistema gráfico, mas como grande parte das idéias e da jogabilidade. O modo para um jogador poderia muito bem ser apresentado como uma expansão de Doom 3, e o multiplayer, que fez a fama da série, desta vez parece ter sido o item menos trabalhado e se equivale, em estilo e qualidade, ao velho Quake 3. Em suma, um jogo bom, mas conservador, pouco ambicioso e que não traz nada de novo ao gênero.

Prós:

+ Bons gráficos, igual a Doom 3;
+ Tiroteio básico, mas divertido, igual a Doom 3;

Contras:

- Muito igual a Doom 3.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
7/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach

Reviews da crítica

8.2 / 10
GameVicio
©2016 GameVicio