GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Pain para PS3 de Eurogamer

por ekans, fonte Eurogamer, data  editar remover


Há muito que esperávamos por Pain, um jogo muito promissor devido ao seu novo conceito nunca antes explorado. Atirar bonecos contra objectos e causar o máximo de confusão possível, não é de admirar que seja um conceito inexplorado.

O conceito é tão simples quanto a jogabilidade, basta utilizar o manípulo para direccionar a rampa para o alvo pretendido e pressionar X para lançar o boneco, a partir daí apenas precisamos de imaginação para causar o máximo de destruição que conseguirmos.

O jogo começa com um tutorial que pretende explicar de que se trata o jogo e ensinar alguns truques úteis.

Uma das opções de jogo é a sala de troféus, uma secção com todos os records alcançados pelo jogador com imagens em estilo Cartoon (tal como todos os menus). Estas medalhas funcionam como uma espécie de objectivos para alcançar ao jogar cada modo de jogo. Algo que pode aumentar a longevidade ao jogo pois existem imensas medalhas para coleccionar.

No início do jogo apenas está disponível uma personagem jogável, mas com a aquisição de novos troféus serão desbloqueadas novas roupas para a personagem e uma nova personagem (a mascote). Infelizmente tudo isto sabe a pouco pois seria muito mais interessante e intuitivo se houvessem mais personagens para desbloquear, nem que fossem as personagens espalhadas pelo cenário.

No total existem 6 modos de jogo, 3 deles são Singleplayer e os outros 3 Multiplayer. Dentro do Single player está disponível o modo Paindemomnium que consiste apenas em causar destruição e o caos pela cidade de maneira a desbloquear medalhas. Caso consigam alcançar a pontuação de 1 500 000 pontos será desbloqueado o AfterMath, que é uma nova configuração da cidade com novas personagens. Os outros dois modos prendem-se por 3 níveis de dificuldade que são desbloqueados ao passar o nível que o antecede cem medalha de ouro. Um deles é o jogo do Mimo que consiste em atirar o mimo contra painéis de vídeo em Tempo Record e o último dos modos consiste em acertar em macacos em tempo Record. Mas, porquê apenas 3 níveis de dificuldade se é tão divertido acertar no macaco e no Mimo? Mais uma vez sabe a pouco.

O Modo Multiplayer tem 3 jogos disponíveis. São eles o Bowling (será preciso dizer alguma coisa?), o Jogo do Burro e um último modo que consiste em acertar no maior número possível de caixas de explosivos.

Com um grafismo original e muito engraçado em estilo Cartoon, a única falha a nível gráfico prende-se pelas sombras mal concebidas e por uma câmara que consegue ser por vezes frustrante ao bater em tudo o que é objecto e não seguindo muitas vezes o boneco. Pain é também dotado de um excelente uso do sistema de físicas pois existem milhares de objectos interactivos e todos eles têm comportamentos correctos segundo as leis da física. E é mesmo isto que torna este jogo original e divertido, pois se a experiência de jogo é importante, em Pain é um ponto com grande importância. Para quem gostar do conceito este jogo pode tornar-se extremamente viciante.

O som ainda que divertido, tal como todo o jogo, torna-se repetitivo pois chega a uma altura em que já conhecemos todas as expressões utilizadas pelos bonecos.

Infelizmente apenas existe um cenário disponível para jogar, e aqui temos que criticar duramente o jogo/produtora, pois é vergonhoso um jogo tão esperado quanto este vir apenas com um cenário disponível. Não que este cenário não seja tão apelativo quanto divertido, mas é evidente que o intuito desta nova politica é fazer dinheiro fácil com futuros conteúdos adicionais, coisa que não aceitamos. De qualquer forma é o jogo que está disponível e sabemos que futuramente sairão novos cenários e personagens, pois existem placares publicitários dentro do jogo que tornam estas suspeitas reais.

A última pedra no sapato de Pain é a não inclusão do modo online, não há muito a dizer, só fazemos uma pergunta: Porquê?

No final de contas Pain é mais um daqueles jogos que simplesmente passa ao lado, mais um jogo a juntar à lista de jogos incompletos da Store. Aqueles jogos que não são melhores porque as produtoras insistem em faze-los incompletos. Parece mentira, mas o constante lançamento de jogos incompletos que nos deixam com este pensamento é uma realidade. Ainda assim não deixem de experimentar Pain pois apesar de tudo é um jogo super divertido e que vos fará passar bons momentos.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Eurogamer
7/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de ekans
©2016 GameVicio