GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Dragon Ball Z: Budokai Tenkaichi 2 para PS2 de Eurogamer

por ekans, fonte Eurogamer, data  editar remover


Um dos maiores fenómenos das televisões japonesas e não só??? conquistou também o mundo das consolas. Ao que parece é uma fonte inesgotável de lucros para as editoras que vêm os seus jogos derivados do anime apreciados pelos imensos fãs do Saiyan. Falo de Goku, que volta à PlayStation 2 na sequela de DBZ: Budokai Tenkaichi.

Em 2005 a Spike construiu uma nova maneira de jogar Dragon Ball, e agora traz-nos DBZ: Budokai Tenkaichi 2, transportando para o jogo algumas das críticas mais directas a este. Penso que desta vez a editora esmera-se pois consegue oferecer uma jogabilidade tão cativante quanto impressionante desde a vista na terceira pessoa, ao fixar os adversários, estando este último mais afinado, não perdendo facilmente os oponentes de vista.

A câmara volta a estar por detrás do jogador mas desta vez segue os nossos personagens de forma mais permanente, acontecendo o mesmo com os ataques, de forma a dar-nos uma sensação que parece que estamos a assistir a um episódio real da série devido ao lado oculto que a câmara apresenta. Mais um factor positivo.

Os golpes e combos não sofreram grandes modificações, mantendo-se um botão para ataques físicos. O triângulo funciona agora também, além da capacidade das bolas de fogo, como um ataque de atordoamento ao adversário que nos dá tempo para fazer combos mais elaborados. Existe uma maior variedade de ataques conforme a personagem que controlamos, pois também o círculo permite ataques mais específicos como cegar o oponente ou restabelecer barras de energia. Só mesmo o tempo de jogo nos permite assistir por inteiro ao número total de golpes e combinações possíveis.

Existe agora um tutorial mais completo e mais longo que nos mostra a imensidão de técnicas e combinações que apenas podem ser usadas em certas alturas ou quando temos um certo número de barras energéticas. Isto requer mais cérebro por parte do jogador, pois usar a técnica apenas com duas barras pode dar um resultado diferente do esperado com três e originar a derrota. O tutorial é quase obrigatório para conhecer e reaver as técnicas do jogo.

Durante o combate os nossos reflexos são pretendidos ao máximo, pois o jogo desenrola-se a uma velocidade alucinante onde teremos que contra atacar os nossos oponentes que não permanecerão quietos. Mas será coisa de pouca dura, pois em tempo reduzido serão mestres em tele-transportação e desenvolvimento de combinações.

Os níveis de dificuldade em Tenkaichi 2 serão apenas 3. Nível 1, o adversário ataca e defende-se pouco e limitam-se a enviar golpes de longe. Nível 2 ??? nível normal dos jogos, podem considerar uma experiência contra um amigo. Nível 3 terão que ser já dotados como Goku, e usarem todas as técnicas conhecidas contra adversários que não esperam por nos por as mãos em cima. Isto dá a oportunidade aos jogadores menos ágeis de jogar como os mais desenrascados.

Uma das maiores novidades são as transformações das personagens in-game, que significa poderem passar a estados mais avançados da personagem e vice-versa durante o jogo. As transformações dão-nos mais e melhores ataques, incluídos os ataques finais que se tornam mais poderosos. Mas também se mantêm a opção de poderem escolher logo o estado da personagem ao selecciona-la inicialmente para o combate, como acontecia em Tenkaichi 1.

Outra das novidade é o modo de parceria, em que face a vários casos de combate contra inimigos mais poderosos ou com um nível de evolução superior ao nosso, podemos escolher até cinco lutadores do anime, para um único combate, podendo alternar entre eles durante o combate, ou controlar o próximo quando somos derrotados.

O modo história está parecido ao de DBZ: Budokai 3, em que podemos sobrevoar o mapa indo para pontos amarelos, que desta vez nos dão mais personagens jogáveis, descobrir itens, conselhos/dicas, ou combates que servem apenas para ganhar itens mais raros ou elevar o nível à nossa personagem. Os pontos assinalados a vermelho indicarão os combates obrigatórios. ?? de referir que sempre que reunamos as sete bolas de cristal, um ponto acinzentado aparecerá no centro do mapa.

Tenho falado nos níveis das personagens e ainda não esclareci o que de facto se trata. Pois bem, existem vários itens que se desbloqueiam ou se compram na loja do jogo. Ao equipar as personagens do jogo com estes itens, ficarão com mais poder, mais tempo com a barra para o ataque final, a energia recupera mais velozmente, defesa, velocidade ou até mesmo novos ataques. Ao aumentar-mos o nível ao nosso lutador tornamo-nos assim mais fortes e com maior percentagem de dano causado aos nossos oponentes. O nível sobe quando enfrentamos um adversário com um nível mais alto, ganhando pontos de experiência.

Ainda quanto ao modo história, Dragon Adventure, seguimos a história por ordem das sagas, tendo os combates derivados dos filmes pelo meio. Começamos com uma personagem, mas ao contrário do que acontecia em Budokai 3, que seguíamos todo anime, combatendo adversário após adversário, saga após saga, com a mesma personagem???, em Tenkaichi 2, vamos alternando de personagem conforme o próximo combate??? por exemplo: quem assistiu ao anime???ou continua a assistir pois é eternamente transmitido pela SIC, neste caso a SIC Radical??? sabe que o primeiro combate em DBZ dá-se com Satã a encarar Raditz, e que o próximo é Goku contra Raditz, seguindo por último a parceria entre Goku e Satã contra este, no jogo acontece o mesmo, primeiro controlamos o ???homenzinho verde???, depois o nosso herói, e finalmente um combate de parceria com os dois. A Spike tomou também a decisão de acrescentar narrativa perante este modo, que nos dá uma outra sensação ao jogar, no entanto é muito superficial. O que salta à vista são os vídeos finais de cada saga que seguem o anime muito coesamente.

As comuns bolas de cristal continuam a aparecer aquando a destruição do cenário ou visitando um local do mapa.

Percorrendo o menu do jogo, além do modo história há também o modo de ranking, agora demonstrado de outra forma, em Ultimate Battle Z temos que subir ao cimo da Torre de Karin combatendo contra vários inimigos, para obter uma posição de honra no quadro geral. Não é tão frustrante quanto o mesmo modo no primeiro jogo. Este renovado modo permite também evoluir o nível dos caracteres. Um outro modo muito usual nos jogos derivados deste anime são os torneios, estando agora divididos por três tipos de torneio, cada um com até quatro níveis de dificuldade, o vencedor leva um valor em dinheiro.

Dueling, onde o nosso adversário é a máquina ou um amigo nosso. Ultimate Training, onde podem aprender as novidades, dos golpes básicos aos mais complicados de efectuar. Evolution Z, é a zona onde podemos fazer as normais fusões entre itens que nos dão novos e mais poderosos itens ou novos lutadores. Item Shop, penso que não é preciso referir do que se trata assim como o menu das opções. Duas novidades são a Dragon Library e Dragon Text, no primeiro temos as ilustrações e pequenos textos sobre cada personagem constante no jogo. No segundo temos uma secção que nos conta um resumo de cada saga, selecção da banda sonora do jogo entre outros. O Data Center volta também agora mais completo, podendo nós ???construir??? uma personagem de raiz.

Entre estes modos de jogo todos, existe a quantidade de personagens disponíveis, que são cerca de 120 somando transformações e fatos alternativos, uma quantidade exagerada que deve agradar aos fãs da série. Agora já há algumas formas base de certos lutadores que não estiveram presentes no último jogo. Os ataques são mais e variados e raramente temos ataques iguais entre personagens. Uma grande inovação da parte da Spike que viu estes serem criticados devido aos guerreiros terem os mesmos ataques praticamente em todas as suas formas apenas variando a cor.

Relativamente aos cenários, existem os já muito conhecidos, desde o Planeta Namek ao Cell Games Arena, passando pelo cenário do torneios???mas integrou-se também a Kame House (Ilha da Tartaruga Genial), Glacier (Uma zona glaciar), e o Planeta Tsulfur. As zonas de combate estão renovadas e são mais amplas, cheias de objectos que não hesitam em ruir ao lançarmos umas bolinhas de fogo, ou arremessar o adversário contra estas. Existem agora também como existe em Budokai 3 a possibilidade de aquando um ???finisher??? poder ver uma animação do planeta Namek ou Terra serem destruídos, passando para o estado em ruínas dos mesmos. Continuam a existir os combates submersos.

Os gráficos continuam a utilizar a tecnologia cel-shading no seu expoente máximo, o que torna, cenários, personagens e animações muito próximas da realidade do anime. No entanto há ainda algumas arestas a limar como quando um personagem de proporções gigantes enfrenta um mais pequeno como Gohan em criança.

A banda sonora é o que torna este jogo degradante, pois a versão japonesa apresenta os temas japoneses, os que estão contidos no anime, enquanto que na versão europeia e americana somos confrontados com músicas tecno-rock, o que não abona a seu favor visto que, já que a Spike nos dá a opção de escolher o idioma das vozes das personagens entre o japonês original e o inglês, a editora poderia muito bem conseguir que os temas nipónicos fizessem parte do jogo, sendo esta umas das críticas apontada ao primeiro e também agora ao segundo. As vozes são dos actores que dão a voz às personagens, isto trás alguma autenticidade ao videojogo também.

Resumindo Dragon Ball Z: Budokai Tenkaichi 2 é o jogo que os apreciadores da série queriam, montes de personagens, novas animações, sistema de golpes melhorado, mais ataques, e uma fonte inesgotável de vício. ?? claro que este jogo ainda pode melhorar em muitos aspectos ou até adicionar mais personagens??? mas no entanto ao utilizar conteúdos parecidos aos de Budokai 3, torna-se o melhor do género, devido ao seu novo modo de história e à qualidade do jogo no que toca a liberdade de movimentos e conteúdo a desbloquear.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Eurogamer
8/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de ekans

Reviews da crítica

9 / 10
GameVicio
©2016 GameVicio