GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de The Movies para PC de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


O título é The Movies, mas poderia se chamar Hollywood Tycoon. Este novo jogo da Activision e Lionhead é um simulador complexo de tudo que envolve a indústria cinematográfica, da parte criativa à administrativa, de paparicar as estrelas a negociar orçamentos milionários, indo dos primórdios da sétima arte na década de 20 até a era moderna, dos efeitos especiais e grandes projetos cinematográficos. Imagine The Sims, Sim City e Rollercoaster Tycoon em um único jogo, com um tema bastante original e atraente.

This summer...


The Movies é um jogo extenso e recheado de opções. Para entender melhor o funcionamento de suas diversas partes e funções, e perceber onde está a diversão, é mais conveniente elaborar um passo a passo do que é necessário para ser fazer o filme perfeito.

Primeiro o jogador deve procurar saber qual gênero (entre ação, comédia, ficção, romance e terror) é de interesse do público na determinada época. ?? medida que o tempo vai passando, acontecimentos despertam gostos diferentes nas pessoas e deixam certos temas em alta. Por exemplo, quando uma notícia surge no jornal falando de OVNIs que foram vistos nas redondezas, o momento se torna propício para o lançamento de uma ficção científica. Uma linha do tempo situada no topo da tela vai mostrando quando as notícias chegarão ao povo e, conseqüentemente, quais os próximos gêneros que estarão em alta, o que permite uma preparação anterior de sets de filmagem e pessoal que será envolvido na produção.

Escolhido o gênero, é hora de selecionar um bom escritor para criar a história. Para isso, devemos ficar de olho na sua experiência (quanto maior, melhor o script) e em qual gênero ele se destaca. Encaixando os requisitos, basta colocá-lo em um estúdio de criação de histórias e aguardar a conclusão do script. Para maior velocidade na sua elaboração, pode-se colocar outro escritor para auxiliar, mas se este não tiver boas habilidades, pode comprometer um pouco o trabalho do primeiro.

Neste momento, o computador escolhe automaticamente qual set será mais adequado para o filme (se temos um cenário em um bar e outro dentro de uma nave, será escolhido o segundo, no caso do filme de ficção). Estes detalhes e outros podem ser alterados manualmente antes no início das filmagens em um estúdio de criação avançado que fica disponível a posteriori. Falamos dele mais para a frente.

Com o roteiro em mãos, agora é necessário escolher os atores, atrizes, coadjuvantes, diretor e pessoal técnico no estúdio de pessoal. Os quatro primeiros têm uma série de habilidades que devem ser levadas em consideração para se iniciar um trabalho, como relacionamento (pessoas que não se dão bem podem estragar o filme), estresse (se uma pessoa está cansada, pode ficar estressada e não trabalhar bem), satisfação (com salários, sua imagem e mais diversos fatores) e habilidades de atuação (o ideal é escolher aqueles que são especialistas em ficção, por exemplo). Quanto à equipe técnica, deve-se observar apenas sua experiência.

Escolhidas todas as pessoas envolvidas na filmagem, deve-se colocar o diretor, estrelas e coadjuvantes para decorar o script. Nenhuma ação do jogador é necessária aqui, restando apenas aguardar.

Tudo acertado, é hora de gravar. Toda a equipe se desloca até o set e as filmagens começam. Neste momento, nada se pode fazer, apenas ver e aguardar o término, o que pode levar algum tempo. Se os atores e diretores estiverem de bom humor, tudo vai dar certo. Se não, alguns vão brigar ou apelar e sair do estúdio de gravação, o que vai atrasar ainda mais o lançamento do filme. Quando muito estressados, os atores podem sair do set no meio da filmagem e ir para um bar se embriagar. Se for colocado de volta nas filmagens na marra, ele atuará bêbado e isso afetará a avaliação final do filme.

Depois de gravado, têm-se duas opções: Mandar o filme para o estúdio de produção ou levá-lo primeiramente a um estúdio de edição, que apesar de não ser obrigatório, é a parte mais bacana de The Movies. Como é um processo que toma um bom tempo, os mais impacientes simplesmente vão lançar o filme do jeito que está.

No momento do lançamento, o jogador recebe a avaliação final do filme. Tudo mencionado acima é levado em consideração e o filme ganha uma nota de 1 a 25. Uma série de estatísticas então aparece, mostrando o quanto de experiência que cada membro da equipe ganhou, o valor dos mesmos no mercado, o custo de produção, tempo gasto para produzir, etc. Ao final, uma página mostra as análises de revistas especializadas, que criticam ou elogiam os vários aspectos do filme.

Com o filme em cartaz, o jogador não tem mais poder sobre ele. Enquanto estiver lucrando, vamos recebendo o dinheiro relativo à bilheteria, até o momento em que devemos arquivá-lo.

Durante todo o processo citado acima, deve-se ficar de olho ainda na manutenção das construções. Com o tempo, tudo no jogo vai estragando, por isso temos que contratar trabalhadores que cuidam do bem estar das construções. O estado dos estúdios de criação, criação avançado, pessoal, produção e edição, e dos sets, também vai alterar o resultado final do filme.

Outra coisa que vale lembrar é que à medida que o tempo vai passando, novas tecnologias, estúdios e sets vão ficando disponíveis. Na mesma linha do tempo que aparecem as notícias, no topo da tela, pequenos ícones indicam quando novas atualizações estarão disponíveis. A construção de um laboratório de pesquisa é altamente recomendável para o desenvolvimento de novas técnicas de produção, filmadoras melhores, figurinos e melhorias nos sets.

Luzes! Câmera! Burocracia!


The Movies pode ser dividido em duas partes bem distintas: A criação de filmes, descrita acima, e o micro-gerenciamento de tudo aquilo que envolve o funcionamento de uma produtora cinematográfica. Esta segunda parte lembra muito jogos de simulação e estratégia, como Rollercoaster Tycoon, e é meio cansativa e burocrática.

Ao mesmo tempo em que produz um filme de maneira cuidadosa, o jogador deve se preocupar com o salário dos contratados, a manutenção das construções, a contratação de faxineiros e equipes de construção e a aparência da produtora (vários ornamentos estão disponíveis para enfeitá-la). Além disso, deve-se observar a disposição das construções, a facilidade de deslocamento pela produtora e a fome, sede, vaidades, reputações, relacionamentos e necessidades fisiológicas dos atores e diretores. Restaurantes, bares e banheiros devem ser colocados em todos os lugares, e trailers devem ser designados para cada estrela, senão ela não ficará satisfeita.

Cada ator tem uma infinidade de necessidades, vontades e habilidades; cada filme traz uma série de requisitos; e a produtora em si tem outros vários pontos que devem ser administrados para que haja uma boa evolução no jogo, em geral. Há um exagero de detalhes e informações para acompanhar, o que torna a jogabilidade cansativa e faz com que o jogador não consiga aproveitar a parte boa de The Movies plenamente.

Para estimular o bom desenvolvimento da produtora, The Movies faz um ranking dos melhores atores, diretores, filmes e produtoras da cidade. ?? medida que sobe nestes rankings, cumpre certas metas e é premiado em uma cerimônia similar ao Oscar ??? que ocorre de 5 em 5 anos ??? o jogador vai ganhando mais construções, atualizações, tecnologias e reputação. Esta última influencia diretamente na jogabilidade, uma vez que uma produtora conceituada atrai melhores atores e diretores.

Outro fator que influencia no jogo é o tempo. The Movies começa no ano de 1920, por isso os equipamentos iniciais são bem arcaicos. Com o passar dos anos, novas tecnologias vão sendo lançadas e o jogador deve acompanhar a evolução se quiser despontar com sua produtora. Os atores também vão ficando velhos e começam a não se encaixarem em determinados papéis, o que complica ainda mais administração, uma vez que o processo de contratação não é dos melhores.

Tanto para atores quanto para faxineiros e construtores, só se pode contratar alguém que esteja na fila de espera do escritório de contratação. Se estivermos precisando de um determinado funcionário e a fila estiver vazia, não dá para fazer nada, a não ser aguardar. Meio mal feito.

Personalização é a alma do negócio


Apesar de exigir ???arrastos??? cansativos de mouse pela tela (tudo é baseado em ???drag and drop???, pegar algo com o ponteiro e arrastar de um local a outro), o processo de produção de filmes de The Movies é simples. Mas quem gosta de complexidade, vai encontrar também uma boa gama de opções para ???brincar??? com seu filme.

Elas estão distribuídas em dois estúdios especiais: O de criação avançado e o de edição pós-produção. A passagem por eles não é obrigatória, mas devo admitir que é exatamente neles que The Movies mostra realmente a sua cara.

O estúdio de criação avançado permite definir o funcionamento de todo o filme antes do início das filmagens, como quais atores e coadjuvantes participarão, quais serão seus nomes artísticos na película, qual o nome do filme, qual o figurino de cada um, quais e quantas cenas o filme terá e em quais sets serão filmadas. Como o jogador não tem liberdade de criar as cenas, seu papel será escolher entre as cenas pré-criadas disponíveis e organizá-las de modo que formem uma seqüência lógica que encaixe com a sua idéia. Não há controle total do diretor sobre o que acontece na cena, mas os scripts são bem variados.

Já o estúdio de edição pós-produção permite editar a película após a sua filmagem. Como a criação avançada, a edição é um processo que toma tempo e requer muita paciência ??? também, por causa de alguns bugs que atrapalham. Nos filmes mudos, legendas podem ser colocadas para simular a fala dos atores; uma música qualquer que você tiver no seu computador pode ser selecionada como trilha sonora; cenas podem ser cortadas; efeitos sonoros podem ser adicionados; e as falas dos atores podem ser gravadas através de um microfone. Na utilização de legendas, efeitos sonoros e vozes, o jogador gastará um tempo na sincronização com os acontecimentos do filme. No caso específico da vozes, a inteligência artificial se encarrega de sincronizar as expressões labiais dos personagens com a fala. Esse processo é bacana demais e as possibilidades são imensas.

Tudo finalizado, o jogador pode exportar o seu filme para um arquivo de vídeo no formato Windows Media Player e compartilhar com seus amigos.

O Veredicto:
The Movies explora muito bem o conceito de ser um produtor de filmes, mas peca um pouco no lado administrativo. O tema focado na indústria do cinema é interessante, cheio de curiosidades e momentos engraçados, a edição de filmes é uma ótima sacada e a possibilidade de criar um filme de verdade para mostrar aos amigos funciona muito bem. Porém a parte de gerenciamento, um tanto burocrática, cansativa e sem a graça dos similares no gênero "tycoon", acaba tirando um pouco de seu brilho.

Prós:

+ Edição e exportação de vídeos toma tempo, mas é muito bacana;
+ Tecnologias que vão evoluindo com o tempo e melhorando os filmes;
+ Grande variedade de sets, figurinos e opções para as filmagens;
+ Estúdio de criação avançado permite boas personalizações;
+ Clima bem hollywoodiano, com direito a ??scar e tudo mais;

Contras:

- Interface poderia ser um pouco melhor. Excesso de ???arrastos??? de mouse;
- Micro-administração cansativa e burocrática;
- Um ou outro bug que atrasa o processo de edição.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
8/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach
©2016 GameVicio