GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Ridge Racer 6 para X360 de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


Carros desbloqueáveis que mais parecem naves espaciais deixam claro que as corridas de Ridge Racer 6 não acontecem no mesmo planeta dos concorrentes para Xbox 360, Project Gotham Racing 3 e Need for Speed Most Wanted.

O compromisso neste caso não é com o realismo, mas com a insanidade de velocidades supersônicas, freios que quase nunca são acionados e curvas que podem ser feitas com um 360 ou até jogando o carro na direção contrária. ?? por este jeitinho maluco de ser que os japoneses amam Ridge Racer, e é especialmente para os nipônicos que a Namco decidiu incluí-lo na linha de lançamento do Xbox 360.

Welcome to the world of Ridge Racer
Fora a evidente alta resolução da imagem, uma melhora geral na modelagem de tudo e Pac-Man substituindo a Rally X na primeira tela de carregamento, a primeira impressão é de um Ridge Racer 6 muito próximo da última versão lançada no PSP. Os ???drifts??? (derrapada) continuam acontecendo em quase todas as curvas e nunca foram tão fáceis de serem executados, e o visual mantém-se em suaves 60 quadros por segundo.

As novidades são superficiais, como é o caso do diagrama do modo ???World Explorer??? que agora apresenta mais de 100 corridas em um esquema de árvore, dando ao jogador a opção de escolher o rumo que irá seguir. Ícones de um carro desbloqueável inseridos entre os vários caminhos indicam exatamente quais corridas devem ser vencidas para liberar a nova máquina.

O desenvolvimento pelo ???World Explorer??? é um tanto lento, com corridas fáceis se repetindo além do necessário até que alguma emoção verdadeira comece lá pelo vigésimo pega, quando os modos ???Advanced???, ???Ex??? e ???Duel??? (1x1 divertido contra um carro do mal) são liberados. ?? o mesmo problema do jogo do PSP, mas espalhado em um número ainda maior de corridas e com nível de desafio ainda menor.

Quando a velocidade finalmente atinge níveis de corrida futurista, Ridge Racer 6 é imensamente divertido. Não pela disputa em si ??? a inteligência artificial continua básica como no primeiro jogo da série ??? mas pelo prazer de voar pela pista, fazer curvas derrapando em alta velocidade e ainda acionar um super-nitro que, segundo o próprio jogo, leva o carro a velocidade ainda não catalogadas.

Here comes some crazy nitrous
O nitro, que apareceu pela primeira vez no jogo do PSP, volta com uma novidade: acumulando dois ou três cilindros, é possível acionar todos de uma vez, numa carga dupla ou tripla que dura alguns segundos a mais e desencadeia uma aceleração proporcionalmente maior. Para repor os cilindros, é necessário derrapar na maior velocidade possível, como no Ridge Racer anterior, mas agora há uma chance de conseguir uma carga rápida, chamada ???Ultimate Charge???, derrapando nos momentos finais de aceleração proporcionados por um nitro acionado. Nem sempre há uma curva para coincidir com este momento, portanto este recurso torna-se uma surpresa interessante para uma eventual volta de sorte e uma tentativa de quebra de recorde.

As quinze pistas disponíveis repetem alguns cenários conhecidos ??? como uma variação da Rave City, na qual os carros literalmente voam em rampas acentuadas e percorrem alguns túneis luminosos que lembram uma pista de WipeOut ??? e apresentam alguns paisagens novas, como uma pista de aeroporto e as típicas misturas de cenários do campo e de cidades. São belos cenários, mas simples e muito longe de causar algum impacto como jogo da nova geração.

A melhor novidade desta versão para Xbox 360 fica, mais uma vez, por conta do multiplayer on-line via Xbox Live. As corridas para até 14 jogadores simultâneos não são fáceis de serem encontradas (o jogo não tem a popularidade on-line de um PGR3 ou mesmo PD0), mas funcionam muito bem, sem qualquer lag até mesmo quando os oponentes são japoneses do outro lado do globo.

Ouch!
A movimentação a 60 quadros por segundo, os modelos em alta-resolução e o bom gosto tradicional da Namco são mais uma vez admiráveis, mas não há como não sentir um pouco de decepção pela despretensão da parte técnica de Ridge Racer 6.

A alta-resolução é nítida até sem uma HDTV, mas os gráficos não impressionam e estão muito distantes do padrão que se espera para um console da nova geração. Ridge Racer 6 é, essencialmente, um Ridge Racer como o do PSP, remodelado, rodando em 720p e com efeitos que nunca ficam mais complexos que uma chuva de confetes que surge quando o carro cruza a linha de chegada. Para uma série que sempre serviu também como pretexto para demonstrar o potencial do hardware de um console, é pouco.

A trilha sonora, outro item que sempre sobressaiu em Ridge Racer, também decepciona e é uma das piores da série até hoje, nunca saindo de alguns ???beats??? genéricos. Mas pelo menos o Xbox 360 permite ???ripar??? um CD e usar suas mp3 como trilha para o jogo, felizmente.

Outro patrimônio da série, o narrador, está mais empolgado e eloqüente (isto é, chato) do que nunca. As bobagens que ele diz são tão freqüentes que um dos extras mais perseguidos do jogo deve ser a opção de trocar sua voz pela do DJ Heihachi, o lutador do Tekken. Entre os extras a serem descobertos e desbloqueados também existem algumas mensagens de texto da mascote da série, Reiko Nagase, enviadas para a sua caixa de recados no Xbox Live.

O Veredicto:
Ridge Racer 6 tem basicamente a mesma jogabilidade do anterior para o PSP, mas fica devendo uma boa trilha sonora, pistas mais inspiradas e o poder de impressionar. Enquanto o jogo para o portátil chega perto da perfeição para o estilo da série e ainda é uma das melhores demonstrações dos recursos da plataforma, esta versão para Xbox 360 é muito despretensiosa graficamente, e não muito polida na progressão de seus modos de jogo. Ainda é uma ótima opção de corrida arcade, especialmente para aqueles que admiram o estilo irreal da série, mas o esforço da Namco desta vez foi mínimo.

Prós:
  1. On-line com até 14 jogadores sem lag;
  2. Rápido como um raio, em suaves e constantes 60 quadros por segundo;
  3. Alta-resolução, perceptível até sem HDTV;
  4. Divertido como sempre.


Contras:
  1. Gráficos simples para um console da nova geração;
  2. Trilha sonora sem inspiração;
  3. Progressão devagar no modo World Explorer;
  4. Não é a melhor seleção de pistas da série;



Nenhum comentário

||
Outer Space
7/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach
©2016 GameVicio