GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Daxter para PSP de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


Daxter está de volta, agora no PSP. Esse personagem já é um velho conhecido daqueles que jogaram a série Jak, do PS2, mas agora ele aparece não mais como um coadjuvante, mas estrela seu primeiro jogo como personagem principal.

O jogo explora mais o cenário da série, do ponto de vista peculiar de Daxter, que começa sua aventura como exterminador de insetos metálicos. Com um enredo simples e sem maiores complicações, Daxter diverte bastante como um jogo de plataforma e, mesmo que não tenha o mesmo brilho de Jak III, é a melhor opção do gênero na tela pequena.

Simples e direto


A curta introdução que precede o jogo dá a entender que o jogo acontece após Jak & Daxter, e leva a história até o momento em que Daxter salva Jak, no começo de Jak II. O carismático ???ottsel??? (espécie de doninha alien à qual nosso herói pertence) consegue um trabalho de exterminador de ???Metalbugs??? (insetos metálicos) e vai descobrindo informações sobre Jak durante suas ???missões???, que envolvem acabar com pragas de ???Metalbugs??? em diversos pontos da cidade. Apesar de não ser algo muito criativo, serve bem como pretexto para as loucas fases de Daxter, e o estilo de jogo se adequa com competência ao formato do PSP.

Daxter não é um jogo complicado e, apesar de seguir uma linearidade, é possível voltar em fases para coletar itens que ficaram para trás. Os principais são esferas vermelhas (Percursal Orbs) que são achadas espalhadas por todas as missões e usadas, principalmente, para destravar os mini-games que acontecem nos sonhos de Daxter. Os joguinhos são bem divertidos, baseados em filmes de sucesso como Matrix, Coração Valente ou mesmo Senhor dos Anéis, e quando vencidos, liberaram alguns extras para Daxter. Todos se parecem muito na mecânica ??? constituem-se, basicamente, em apertar botões certos na hora certa, mas isso não é defeito algum.

Os controles são bem simples e fáceis de pegar. O jogo tem vários jeitos criativos de fazer com que Daxter se mantenha muito tempo no ar, e maior parte dos desafios partem daí. Alem de poder apertar o botão de pular duas vezes para fazer o clássico salto duplo, logo no começo do jogo Daxter consegue um spray pulverizador que além de atordoar os inimigos pode ser usado como propulsão extra nos saltos. Quando o spray entra em contato com o fogo, se torna um lança-chamas que pode ser usado para torrar os inimigos, ou como um eficiente jetpack. Em uma das melhores fases do começo do jogo, em que Daxter vai ao sistema de metrô urbano para exterminar Metalbugs, o grande desafio é saltar de um trem para outro no tempo certo. Diversão pura e simples.

O matador de mosquitos que Daxter usa como arma cumpre seu papel, e apesar de não existirem muitas combinações de golpes, as que existem já bastam para derrubar os inimigos do jogo. Apesar dos Metalbugs não serem um grande desafio, existem muitas variações deste inimigo, e muitas vezes um novo oponente acaba surpreendendo.

Visual de console grande


Uma das coisas mais impressionantes que se percebe ao se jogar Daxter é o visual caprichado e que explora bem o potencial do PSP. As animações de movimentação dos personagens são extremamente bem feitas e os cenários não ficam muito atrás dos outros jogos da série no PS2. O áudio também é mantém o alto nível com aquela típica sonoplastia dos desenhos animados.

O único defeito que realmente incomoda no jogo é a câmera: muitas vezes é difícil achar o ângulo ideal para jogar, e incomoda muito nos momentos em que Daxter deve passar por desafios realmente complicados. Até o jogador se acostumar com a câmera, é bem provável que acabe caindo em abismos acidentalmente, ou deixar itens preciosos para trás.

Além do Single Player e dos mini games, o Daxter conta com um modo de ???batalha de insetos???, que pode ser jogado com múltiplos jogadores (e múltiplos PSPs). O modo não passa de uma batalha em turnos de ???pedra tesoura ou papel???, e é muito parecida com jogos similares a Pokémon. Não chega a ser muito divertido, e não tem nenhum bom motivo para existir no jogo.

Outros extras interessantes são as diversas máscaras que Daxter pode usar no jogo. São um pouco difíceis de se achar, mas além de ser uma ótima desculpa para vasculhar os níveis do jogo, são muito engraçadas e valem a pena o esforço investido.

O Veredicto:
Apesar de apresentar uma visão muito diferente do cenário típico da série Jak & Daxter ??? nosso personagem não é o herói que irá salvar o mundo, mas um simples exterminador de insetos ??? Daxter é um jogo que captura com perfeição o estilo de seus progenitores do Playstation 2. Os gráficos são excelentes, com cenários muito detalhados e ótimas animações, e a jogabilidade prima pela simplicidade, sendo bem divertida, mas sem arriscar grandes inovações.


Prós:

- Simples, fácil e ainda divertido;
- Gráficos muito bons para um portátil;
- Mini games divertem bastante.


Contras:

- Modo de batalha de insetos desnecessário;
- Câmera pode atrapalhar às vezes.


Nenhum comentário

||
Outer Space
8/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach
©2016 GameVicio