GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Battlefield 2: Armored Fury para PC de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


Depois de duas expansões, Battlefield 2 está ganhando novo conteúdo de forma mais econômica, através do mini-pacote Armored Fury que traz seis novos veículos, seis novos mapas e, pela primeira vez, batalhas no território norte americano.

Apesar de uns poucos contras, as adições são bem vindas e as novas fases são muito bem balanceadas, mais que grande parte dos mapas tradicionais do jogo.

Fúria blindada


O enredo para a expansão fala de uma invasão do continente americano pelos exércitos da China e da MEC (Middle Eastern Coalization, ou Coalizão do Oriente Médio), que obriga os Marines a defenderem sua pátria em duas frontes: o ataque chinês no Alaska, e as investidas do MEC no sul e leste do país.

Parece que os level designers da EA estão mesmo aprendendo: os três novos mapas são surpreendentemente bem balanceados e mesmo o poder dos veículos aéreos não é mais tão avassalador quanto anteriormente. Agora vale a pena andar a pé: as fases contam com inúmeros pontos que facilitam a vida da infantaria, com terrenos difíceis, barreiras e coberturas que dão uma chance aos que não quiseram ou não conseguiram pegar um veículo na base. Os tanques definitivamente não foram privilegiados: além dos novos jatos serem ótimos para derrubá-los, o terreno dos mapas faz com que seja bem difícil se locomover com facilidade e, como qualquer infantaria anti-tanque pode se esconder no cenário sem problemas, torna-se perigoso confiar demais na blindagem para parar qualquer ameaça.

Mas apesar do ótimo visual das três novas fases, fica certa decepção em relação à interação com o cenário nas mesmas: é decepcionante o fato de que os tanques não derrubam obstáculos simples no jogo, como finas paredes de madeira e até mesmo arbustos. Na verdade, uma cerca branca de jardim é um obstáculo intransponível para a ???fúria blindada???, e se o tanque já estiver um pouco danificado, trombar em uma dessas pode ser fatal. O curioso é que postes de ruas e outros ainda podem ser derrubados, o que deixa o poder de atropelamento dos veículos bem confuso e questionável, e faz com que seja melhor pensar duas vezes antes de acelerar na direção de um frágil tapume de construção.

?? até esperado que os mapas não sejam muito interativos, mas talvez os produtores devessem optar por obstáculos mais consistentes, que não confundissem o jogador. Mas enquanto os veículos de terra são ironicamente prejudicados em Armored Fury, as seis novas adições são apenas veículos de ar. Três novos jatos e três helicópteros podem parecer uma má idéia, já que, historicamente, o ar sempre levou vantagem em todos os jogos da série Battlefield. Mas dessa vez os novos veículos estão quase balanceados: os helicópteros, um para cada facção, são leves e rápidos, porém bem mais frágeis e menos armados, contrastando com os helicópteros quase invencíveis do jogo original. Eles ainda são páreos duros, e têm velocidades que ajudam muito no transporte rápido de infantaria.

Já os novos jatos são mais lentos e consequentemente mais fáceis de acertar, ainda que não sejam necessariamente alvos fáceis. Além disso, a baixa velocidade ajuda muito no controle e facilita a precisão, e o equipamento e munição garantem boa autonomia, sendo possível ficar um bom tempo caçando os tanques inimigos no mapa (o que é bem divertido) até ser obrigado a arremessar a nave contra um alvo e saltar de pára-quedas.

Ainda assim, os novos mapas contam com um número considerável de armas anti-aéreas, e dão uma chance maior contra as aeronaves, mas é evidente que a supremacia aérea continua existindo em Battlefield 2.

Mais do mesmo


Tecnicamente, a nova expansão de Battlefield 2 não traz nenhuma inovação em gráficos, efeitos sonoros, jogabilidade e outros. Armored Fury vem com apenas uma pequena adição de conteúdo, algo compatível ao preço que de dez dólares do produto.

Mas definitivamente o maior defeito é a falta de servidores na internet para jogar, o que é uma pena, pois o novo conteúdo é bem interessante. A existência de expansões em Battlefield 2 faz com que a comunidade seja bem dividida em grupos com configurações heterogêneas de jogo, o que reduz o número de jogadores em cada um desses. Como nem todos possuem as expansões, o mais comum é encontrar servidores ???puros??? de Battlefield 2.

Se já era difícil encontrar bons lugares para jogar o pacote Euroforce, servidores do mais recente Armored Fury são ainda mais raros, principalmente por ser novo. Apenas em servidores estrangeiros com ping altíssimos é possível jogar online sempre, o que praticamente inviabiliza o multiplayer do jogo. E como o singleplayer de Battlefield é tedioso, graças à fraca IA, talvez valha a pena esperar um pouco antes de adquirir o pacote.

O Veredicto:
As pequenas adições de conteúdo por um preço baixo são bem vindas em Battlefield 2, e apesar dos novos veículos não acabarem com a supremacia aérea no jogo, estão bem mais balanceados. Apesar de não existir nenhuma batalha em um cenário verdadeiramente urbano, os novos mapas são bem divertidos e, com certeza, estão entre os melhores do jogo. O maior problema é que ainda não existem bons servidores para jogar Armored Fury, e como os jogadores estão divididos pelas várias expansões, é provável que a situação não melhore muito.


Prós:

- Novas fases bem balanceadas;
- Novos veículos interessantes;
- Batalhas em território americano.


Contras:

- Veículos aéreos continuam desbalanceados;
- Tanques não derrubam cercas brancas de jardim;
- Poucos servidores para jogar .


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
7/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach
©2016 GameVicio