GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de The Sims 2: Pets para PC de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


Quando o primeiro The Sims foi lançado pela Maxis, em fevereiro de 2000, todo mundo achou bacana a idéia de uma simulação de seres humanos a la Tamagochi. Os Sims fizeram tanto sucesso que o jogo base vendeu mais de 6,3 milhões de cópias, tornando-se o título de PC mais vendido na história. Agora, na quarta expansão de The Sims 2, chega a hora de deixar os humanos um pouco de lado para controlar os verdadeiros bichos virtuais.

Não é uma idéia nova: uma das expansões do primeiro The Sims, que em português tinha o nome cafona de ???O Bicho Vai Pegar??? já trazia animais de estimação para a vida dos Sims. Mas só agora, com a nova expansão ???Bichos de Estimação??? que os bichinhos vão povoar as vizinhanças de The Sims 2.

Mordendo o próprio rabo


Tanto seres humanos quanto Sims solteiros que moram sozinhos costumam sofrer de certa solidão social. Os humanos resolvem o problema arrumando namoradas e bichos, ou jogando The Sims. Já os Sims, podiam resolver o problema apenas com as namoradas. Não mais: quatro categorias de animais de estimação são apresentadas em The Sims 2: Bichos de Estimação: cães, gatos, roedores e pássaros.

Das opções, roedores e pássaros são mais uma decoração que bichos mesmo, já que servem basicamente para melhorar o nível de ambiente da casa, com uma pequena interação por parte dos Sims. ?? como se fossem objetos de decoração da casa, que devem ser alimentados. Com os cães e gatos, por outro lado, a coisa muda de figura: os novos bichos são quase tão detalhados quanto os Sims, com aparências altamente customizáveis, traços de personalidade e até mesmo empregos.

A Maxis conseguiu um ótimo nível de simulação em ao menos um aspecto: cuidar dos bichos em The Sims dá o mesmo trabalho que na vida real, ou até mais. Se os cães ???reais??? às vezes destroem sapatos ou tapetes, os cães dos Sims podem detonar com uma cama inteira. Isso porque as barras de necessidades de cães contam com um indicador chamado ???morder???, que substitui o indicador ???ambiente??? dos humanos. (bichos não ligam muito para decoração). Já os gatos contam com a necessidade ???arranhar???. Os arranhadores e ossos de borracha que suprem essa necessidade dos bichos são bem baratinhos, mas esquecer de comprá-los pode ser um prejuízo bom.

Apesar de tudo os bichos não trazem só gastos para a casa. Dessa vez, cães e gatos podem arrumar emprego em três carreiras: segurança, serviços e show business. Assim como Sims, os bichos retornam para casa com um pouco de dinheiro, o que reduz um pouco os gastos em manter animais de estimação. Mas os animais estão longe da independência, principalmente por não serem controláveis como os Sims: a manutenção das barras de satisfação dos bichos é completamente dependente das interações com seus donos, que devem dar banhos, encher a vasilha de comida, e até mesmo ensinar truques que são essenciais para que o bicho progrida em sua carreira. Se antes dessa expansão a agenda dos Sims já era bem lotada, agora vai ser ainda mais complicado satisfazer todos os desejos dos mesmos.

Mas apesar de tudo existem algumas vantagens em possuir um bicho. Primeiro por que a companhia sempre vai segurar as necessidades sociais e de diversão do Sim, e às vezes até outras mais inesperadas. Outra vantagem é que é realmente divertido observar as interações dos cães e gatos com os Sims, que ficaram muito bem animadas e bonitas visualmente. Além disso, a ausência dos animais em The Sims 2 já começava a incomodar. Na pior das hipóteses, se a bagunça dos bichos começar a encher, é possível vender os mesmos e sair com um dinheiro até bom.

Ele me seguiu até aqui!


Não é complicado colocar um bicho na família, e são vários os caminhos para tal: adotando um bicho achado na rua, adotando de um amigo, pelo telefone, em uma pet shop ou criando-o de forma similar à criação de Sims. Sem dúvidas a forma mais legal é criar seus próprios cães e gatos. Muito mais divertidos que pessoas, os bichos podem ser escolhidos em diversas raças pré-determinadas, todas bem bonitas e elaboradas. Se o jogador não achar a raça ideal para seu cão ou gato, pode moldar uma vontade, em um editor cheio de opções que não fica devendo em nada para o de Sims.

O grande destaque fica para o pêlo dos bichos, que pode ser editado em um sistema de camadas similar ao de Photoshop, possibilitando a criação de quase qualquer tipo de desenho no pêlo, até mesmo os mais bizarros. O sistema é um pouco complicado inicialmente, mas não demora para que qualquer jogador pegue o jeito com um mínimo de esforço. As variações são quase infinitas: é possível criar desde um labrador rosa até um bulldog com pêlos de poddle do tamanho de um pastor alemão.

Apesar de tudo, existem alguns defeitos: não é possível criar filhotes, algo bem decepcionante, já que grande parte da diversão em ter bichos no mundo real está nos primeiros dias dos mesmos (quando a bagunça ainda é pequena...). Outra decepção, é que quando o jogador conseguir alguns filhotes, a duração da infância dos bichos é bem curta, e nem é tão divertido cuidar dos mesmos o quanto poderia.

?? isso aí bicho!


Ao contrário da maior parte das expansões lançadas até hoje, The Sims 2: Bichos de Estimação não conta com os muitos itens e objetos novos, nem com um novo bairro para a cidade dos Sims. ?? fato que as mudanças na jogabilidade são bem significativas ao acrescentar os bichos e o novo modo de criação, mas ao adquirir uma nova expansão é bem provável que o jogador esteja esperando por algo mais, e certamente a ausência desses elementos é decepcionante.

Mas existem algumas pequenas mudanças extras na jogabilidade que ajudam o jogo a valer a pena. Pequenas alterações nas ferramentas de construção são mudanças estéticas bem vindas, como a possibilidade de criar tetos diagonais. Se o jogador possuir também a expansão aberto para negócios, o Sim pode abrir uma Pet Shop. E além de tudo, é possível encontrar lobos e virar um lobisomem. Ser um Lobisomem em The Sims é excelente: o jogador quase que só ganha benefícios, como mais forma física, facilidade para treinar animais e outros.

No mais, ???Bichos de Estimação??? continua com todas qualidades e defeitos de The Sims. Tempos de carregamento demorados e freqüentes, e bugs velhos e novos, sendo que uma das novidades é que algumas vezes, após dar banhos no seu bicho usando a banheira, o mesmo fica preso e não consegue sair (para resolver basta vender a banheira).

O Veredicto:
Se à primeira vista Bichos de Estimação parece uma reciclagem barata de Oo Bicho vai Pegar, um segundo olhar permite verificar que a reciclagem ficou muito bem feita. O modo de criação de cães e gatos é excelente, e é possível criar tanto animais fofinhos quanto alguns completamente bizarros (e muitas vezes também fofinhos). A ausência de conteúdo extra pode ser considerada o maior defeito do jogo, além dos bugs e longos tempos de carregamento que são defeitos já conhecidos por quem tem The Sims 2.

Prós:

- Boa implementação dos bichos;
- Modo de criação dos animais;
- Lobisomens.


Contras:

- Poucos itens e objetos extras;
- Bugs acontecem;
- Longos tempos de carregamento.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
7/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach

Reviews da crítica

©2016 GameVicio