GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de F.E.A.R. para PC de GameVicio

por GameVicio, data  editar remover


Quando todos aguardavam Doom 3, Far Cry chegou de mansinho e conquistou muitos fãs. Quando todos jogavam Quake 4, F.E.A.R. chegou. O nome do jogo é acrônimo de First Encounter Assault Recon, um grupo de operações especializado em paranormalidade.

Terror na tela

A princípio parece um jogo de FPS (tiro em primeira pessoa) convencional, aos poucos você começa a notar peculiaridades positivas como efeitos de iluminação perfeitos, respostas precisas nos comandos e enquanto deslumbra-se com o jogo... percebe uma sombra que teoricamente indicaria um inimigo à sua espera, mas ao se dirigir a esta sala, constata estar vazia... qual a explicação?

Em outro momento, você encontra uma escada de mão, aproxima-se dela, gira em torno do próprio corpo e começa a descer... após o primeiro degrau, uma garotinha de poucos anos de idade, pele clara e cabelos longos, lisos e escuros aparece bem diante de seus olhos. Como se ela fosse feita de areia, uma fraca corrente de vento a desfaz ??? realmente é de causar calafrios!

Este terror é intenso ??? sem monotonia - até pouco mais da metade do jogo. Após isso, o jogador concentra-se mais na exploração dos cenários e combate de inimigos reais. Consideramos este aspecto como um ponto fraco inicialmente, mas nas últimas fases, o terror volta a se intensificar e a neblina que ocultava a história é dissipada.

Modo câmera-lenta

Consagrado no jogo Max Payne e disseminado com euforia no filme Matrix, o slow-motion ou câmera lenta também está presente em F.E.A.R.. Regido por uma barra posicionada na porção inferior central da tela, permite que o jogador tenha mais tempo para mirar e atirar no inimigo antes de uma reação, dando também mais precisão nos disparos. As extremidades da tela ficam desfocadas indicando que o recurso está ativo.

O jogador não é obrigado a fazer uso da câmera-lenta, todavia dominá-la facilita muito a vida na maioria das situações.

Armas

A variedade do arsenal é sempre importante em jogos de tiro e em F.E.A.R. não decepcionou. São nove armas no total que variam desde uma pistola básica a um lançador de foguetes. Podemos destacar também a arma 10mm Penetrator com balas capazes de fincar a cabeça do inimigo na parede.


Golpes corpo a corpo

Praticamente todos os jogos de FPS permitem que o jogador golpeie o inimigo com a arma, quando está sem munição, por exemplo. Porém, F.E.A.R foi mais além, o botão de ataque físico pode ser combinado com os botões de salto, corrida e abaixar gerando golpes como chutes, rasteiras e voadoras. Lembre-se de que os inimigos também podem golpeá-lo da mesma forma!


Gráficos

Os cenários, em sua maioria, são sombrios e com algumas salas isoladas bem iluminadas. Independente da iluminação, a textura e qualidade dos objetos estão muito próximas da nossa realidade. Fugindo um pouco do padrão proposto pelo jogo, um personagem que desempenha o papel de engenheiro aparece em algumas fases, tal personagem bastante obeso e com aspecto caricatural decepciona.

Voltando à iluminação, infelizmente as fontes luminosas de uma sala ou corredor não podem ser destruídas para tentar um modo furtivo de ataque contra os inimigos ??? quando você atira em uma lâmpada, ela apenas chacoalha e continua iluminando.

Os danos sofridos pelos inimigos estão excelentes, decapite-os ou empunhe a Shotgun, atire e decore a parede com as vísceras do inimigo. Quando a cabeça do inimigo está no chão, você pode jogá-la à distância, fazendo-nos lembrar o clássico e sanguinário Blood.

Jogabilidade

Como citamos no início da matéria, o jogabilidade é o que realmente se espera de um bom jogo de FPS. E para os iniciantes que ainda não possuem reflexos rápidos na hora de disparar contra os inimigos, o slow motion é ideal.

A configuração padrão do teclado é incômoda: shift esquerdo ??? mirar com precisão, z ??? kit médico, x ??? lanterna; como a lanterna é amplamente utilizada no jogo, é comum os jogadores apertarem acidentalmente o botão Z e restaurar a saúde.

A interação com os objetos é muito boa, seu personagem aproxima-se de uma escada ou porta e uma miniatura de ???mão??? surge na tela indicando a interação; o ícone também apresenta dois tipos de coloração: verde ??? interação permitida; vermelha ??? interação permitida, porém há algo impedindo (porta trancada pelo outro lado, por exemplo).

A variedade de golpes corpo a corpo foi uma inovação surpreendente neste jogo, mais um ponto positivo.

Som

Imagine a cena: você está atrás de uma janela enquanto um vigia inimigo observa os monitores, você empunha a Shotgun, mira e dispara na cabeça do inimigo. O primeiro só é do vidro recebendo os disparos e se partindo, som quase interrompido pela queda do cadáver do guarda e posteriormente pela cabeça decapitada que bate na parede e rola pelo chão. Os sons ainda não acabaram, um dos projéteis da arma acertam o monitor e som de um dispositivo eletrônico indo pelos ares é perceptível. Tudo isso ocorreu em menos de 3 segundos e nem mencionamos que também se nota o som individual das balas entrando em contato com superfícies distintas.

Conclusão

F.E.A.R. foi um desconhecido que tomou o trono dos FPS atuais que pecaram por minúsculas inovações, além das proporcionadas pelas novas placas gráficas. Nunca um jogo de tiro causou esta sensação de medo sem deixar o jogador nauseado por uma repetição de ações e reações. Já entrou para a história dos jogos!


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
GameVicio
9.6/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de GameVicio

Reviews da crítica

9 / 10
Outer Space
9.6 / 10
GameVicio
©2016 GameVicio