GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Dungeon Runners para PC de Outer Space

por Guimephiles, fonte Outer Space, data  editar remover


Ainda não foi a vez do anúncio de Diablo III, mas felizmente, os genéricos continuam a proliferar. O novo lançamento da NCsoft, Dungeon Runners, é mais um que segue a fórmula do conceituado RPG da Blizzard, acrescentando um pouco de multiplayer massivo online à receita original. Mas o grande mérito de Dungeon Runners não é imitar Diablo: o jogo pode ser descrito como um MMORPG casual, que apesar de não contar com as várias opções de customizações e interações dos títulos mais recentes e populares, consegue divertir bastante aqueles que não querem sacrificar muito tempo de suas vidas reais comandando Elfos, Taurens, Espadachins e Magos.

Hack n??? Slash


Dungeon Runners começa dando uma má impressão: em gráficos e sons, como na própria jogabilidade, o título parece um tanto quanto ultrapassado. As opções de customização da aparência dos personagens são limitadíssimas, e existem apenas três classes básicas na escolha dos personagens: guerreiro, arqueiro e mago. Os visuais são básicos, em um estilo bem ???barroco???, em que os personagens têm proporções exageradas nos músculos, armas e armaduras, sendo que até mesmo a mais simples clava parece enorme e ameaçadora. Tecnicamente, os gráficos são simples o bastante para exigir pouquíssimo do PC dos jogadores, levando-se em conta o padrão atual.

Todas essas características não deixam de ser limitações, mas, de alguma forma, em Dungeon Runners, elas compõem um estilo único que, no final das contas, é a grande qualidade do jogo. A exceção de uma paleta de cores com pouco contraste em alguns lugares, os gráficos ???toscos??? não atrapalham em nada a diversão, e a simplicidade na interação e customização é até positiva, pois não desvia a atenção do principal: matar monstros, saquear os corpos e ganhar experiência, o ???dungeon crawnling??? em sua essência.

E não existe muita coisa para se fazer em Dungeon Runners além de entrar em masmorras, templos e labirintos repletos de inimigos. Existem três tipos de objetivo no jogo, e em todos esses, o ???dungeon crawling??? é fundamental. Os objetivos são: a) Derrotar os chefes de dungeon; b) Ficar mais forte; e c) Concluir ???Quests???, missões propostas pelos NPCs (personagens não-jogadores) do jogo. Existem muitas quests disponíveis, mas apesar de muitas variações nas histórias e motivações de cada uma, geralmente a idéia envolve matar monstros, explorar novos mapas e conversar com outros NPCs. Ou seja, Dungeon Runners é exatamente o que o título propõe.

A interface e jogabilidade também são livres de complicações maiores. A maior parte das tarefas pode ser executada com o mouse, e existem atalhos no teclado para grande parte destas. A movimentação do personagem, por exemplo, pode ser feita também com as teclas w, a, s, d, enquanto atacar e pegar objetos no chão são tarefas exclusivas do mouse. Como em Diablo, ao pressionar a tecla alt são exibidos os nomes dos itens deixados pelos inimigos, algo que facilita muito para encontrar e selecionar os mesmos.

E como em Diablo II, existem algumas ???categorias??? de itens em Dungeon Runners: os que têm seu nome escrito em cinza são ???comuns; em verde ???superior???; em azul ???mágico???; em amarelo ???raro???; em roxo ???único???; e em letras com várias cores (arco-íris), ???mítico???. Além dos itens mais raros serem usualmente melhores e mais caros, essa hierarquia tem outra utilidade: todos os itens da categoria ???raro??? para cima só podem ser utilizados por aqueles que pagarem uma taxa mensal de US$ 5, o que faz com que os mesmos se tornem ???membros???.

Sim, é fato que para baixar e jogar Dungeon Runners não é preciso gastar nada, mas aqueles que resolvem pagar recebem uma série de vantagens em relação aos não pagantes, sendo que além de poder utilizar itens mais fortes, os membros também podem acumular poções de cura e mana em um único espaço do inventário, e possuem acesso a um banco que funciona como o stash de Diablo II: um lugar a mais para guardar itens. Também existem muitos outros privilégios para os pagantes, e no longo prazo fica difícil prosseguir no jogo em uma conta gratuita, devido ao desequilíbrio. Restam portanto duas opções quando se chega neste estágio: desistir de jogar ou aceitar pagar e continuar. Analisando friamente, o modelo de negócio proposto pela NCsoft é muito bem pensado, já que jogar sem se tornar membro é inevitavelmente algo temporário, e a experiência funciona de forma parecida a um período de teste. Desta forma, é um exagero anunciar Dungeon Runners como um MMO gratuito, afinal, se o jogador não pagar, seu jogo estará incompleto. E mesmo que 5 dólares seja bem barato, ainda é uma mensalidade, e envolve todas as complicações para efetuar o pagamento, principalmente para brasileiros.

Cara de Diablo


Em Dungeon Runners várias áreas são ???instanciadas???. Isto é, quando um jogador adentra uma dungeon ela é gerada automaticamente, e este jogador é o único presente lá. ?? estranho, mas até positivo, que as dungeons não sejam áreas comuns: ninguém irá atrapalhar o jogador roubando seu saque e sua experiência. As cidades e portas dos calabouços, entretanto, são áreas comuns onde todos os jogadores podem se encontrar, formar grupos e irem explorar um dungeon acompanhados -- algo que lembra bastante jogar Diablo na Battle.Net. Este tipo de aventura cooperativa é bem divertida, principalmente para encarar os chefões; Em contrapartida, não existe nenhuma forma de PvP (Player versus Player, jogadores se enfrentando), mas a equipe responsável pelo jogo já confirmou que em breve essa funcionalidade será implementada, e boatos nos servidores correm que isso acontecerá em julho.

Outro ponto sobre a interação é que não existe comércio entre os jogadores: todos os itens são comprados e vendidos em NPCs, de forma bem semelhante a Diablo. Apesar de às vezes ser decepcionante não poder vender por preços inflacionados um item raro que não teria utilidade ao jogador, essa opção da NCsoft ilustra bem o objetivo do jogo, que não é criar um universo com muita imersão, cheio de funcionalidades e possibilidades. Dungeon Runners não é mais que um passatempo online.

Isso leva também a um outro ponto importante: por ser um jogo inteiramente online, é normal que ele esteja sempre em desenvolvimento, com atualizações constantes de conteúdo e correções. Mas talvez pela pressa de tê-lo comercializado, Dungeon Runners saiu com muitos bugs e problemas de todo tipo. Serão corrigidos com o tempo, certamente, mas por enquanto atrapalham bastante, pois envolvem coisas como ficar preso em um ponto específico do mapa, itens que desaparecem, entre outros.


O Veredicto
: Apesar parecer apenas mais um clone de Diablo com funcionalidades online, Dungeon Runners consegue reunir dois termos que são quase antônimos: MMORPG e jogo casual, para ser curtido em doses bem medidas, sem compromisso. O fato de ser gratuito para jogar é um atrativo a mais, porém é fundamental pagar uma taxa mensal de 5 dólares para obter acesso ao jogo completo -- e talvez tenha sido um exagero anunciá-lo como se fosse realmente de graça. No final das contas, vale a pena conhecê-lo pelo menos até onde não envolva o pagamento da mensalidade.


Prós:

- Simples e divertido;
- Bem parecido com Diablo;
- Barato: 5 dólares por mês.


Contras:

- O jogo completo não é gratuito como anunciam;
- Muitos, muitos bugs;
- Clone de Diablo.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
7/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Guimephiles
©2016 GameVicio