GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Monster Hunter Freedom 2 para PSP de Outer Space

por Guimephiles, fonte Outer Space, data  editar remover


Monster Hunter Freedom 2 é a continuação de um dos títulos mais jogados do PSP ??? principalmente entre os japoneses --, cuja versão original foi lançada primeiramente para PS2, contando inclusive com diversos servidores para partidas online até o ano passado. Nele, cada jogador faz o papel de um caçador em uma busca por minerais, plantas ou perigosos animais dos quais extraem a pele, dentes e ossos para criarem armas e itens cada vez mais poderosos, e com os quais serão capazes de caçarem até mesmo os temidos dragões.

O caçador


Na definição do jogo, os caçadores são pessoas destemidas, capazes de enfrentar as intempéries do clima e os mais terríveis monstros para cumprirem as tarefas solicitadas pelos habitantes da vila, que variam de colher algum tipo de planta ou cogumelo raro até caçar criaturas que estejam atacando viajantes ou moradores próximos.

O jogo em si se inicia com a criação do personagem, onde são definidos seu nome, sexo, rosto, roupas e cor dos olhos e cabelos, seguida de uma bela cena em CG na qual ele enfrenta um dragão na montanha gelada próxima à vila para onde foi designado. Derrotado, o mesmo cai nos pés da montanha e é resgatado pelo antigo caçador do local, a quem veio substituir e que se encontra atualmente aposentado. A aventura começa assim que o personagem principal desperta na vila, e começa a receber pedidos do chefe da aldeia, ingressando pouco depois na Guilda dos Caçadores e realizando buscas também em nome dela.

Inicialmente, as missões serão simples, funcionando basicamente como tutoriais para que o jogador se acostume à jogabilidade e às opções apresentadas. Na medida em que o jogo se desenrola, novas funcionalidades vão sendo adicionadas, assim como novos desafios, exigindo em alguns momentos até mesmo a presença de mais de um jogador. Por exemplo, nas primeiras missões o caçador recebe algumas provisões e itens essenciais para sobrevivência (como bebidas quentes para manter-se aquecido nas montanhas nevadas), porém, após adquirir alguma experiência, ele mesmo deverá levá-las ou até mesmo prepará-las com os materiais adquiridos durante a busca, utilizando churrasqueiras para cozinhar a carne crua de antílopes ou misturando ervas para criar bebidas e poções.

Um dos principais aspectos do jogo é a coleta de materiais com os quais é possível criar novas armas e armaduras, podendo ser retirados de animais, plantas ou mesmo da escavação de certos minérios. Além disso, a combinação da quantidade certa de cada um deles pode também fortificar alguma peça que o caçador já possua em sua coleção. Certos animais raros fornecem material para equipamentos igualmente raros e caros, além de mais poderosos, e é preciso estar atendo aos locais onde é possível caçá-los, pescá-los ou capturá-los com redes, no caso de insetos. Cada fase possui vários tipos de itens espalhados por seus belos cenários, e é necessária atenção e boa memória para aprender onde coletar cada tipo de coisa, especialmente quando se tem algum objetivo específico. Nem sempre as mesmas coisas ou criaturas estarão presentes nos mesmos lugares, mas há uma chance de que isso aconteça, portanto, é bom estar sempre atento as mudanças e similaridades entre uma ida e outra às regiões selvagens.

Outro aspecto importante do jogo é a ação durante as lutas contra diversos animais e monstros, que ocorrem sempre em terceira pessoa, dinâmicas e cheias de estratégias. ?? possível executar combos diferentes com cada tipo de arma, preparar armadilhas no chão, utilizar flechas ou balas soníferas, venenosas e paralisantes, executar movimentos especiais, enfim, há opções suficientes para que o combate nunca seja entediante ou repetitivo. ?? interessante notar também que os animais podem ser atingidos em diferentes partes do corpo, tornando-se mais fácil coletar seus chifres se acertados muito na cabeça, por exemplo, ou terem seus rabos arrancados em busca de materiais específicos (como bolsas de veneno) que eles contenham sem ser necessário matar a criatura.

Existem diferentes tipos de armas, como espadas (mais rápidas e cujos combos são fáceis de serem executados), espadas duplas (maior ataque e menor defesa que apenas uma espada), martelo (cujos ataques podem ser carregados com o dispêndio de energia para causarem mais danos), lanças (que também podem disparar balas), arcos e bowguns, uma espécie de espingarda com lâminas presas nas laterais, dentre outras; cada tipo de arma tem suas próprias forças e fraquezas, e se adéqua a um estilo específico. ?? possível trocá-las entre missões, portanto, o caçador não é limitado por escolhas iniciais e pode utilizar a arma que achar mais conveniente de acordo com o tipo de busca empreendida.

Os combos e defesas gastam a barra de resistência do personagem, assim como correr e fazer acrobacias, e a mesma se restaura com um pouco de descanso. No entanto, o tamanho da barra vai diminuindo com o tempo e é necessária comida para retorná-la ao tamanho normal (simulando uma espécie de fome). A saúde é tirada por ataques e veneno, e deve ser curada com a aplicação de plantas medicinais ou poções especiais, criadas a partir de ervas e cogumelos, ou mesmo órgãos de certos animais. Tudo isso pode ser comprado na cidade ou coletado em campo durante as buscas.

As armaduras, além de protegerem o caçador contra danos e adicionarem resistências aos elementos (como frio, fogo, eletricidade e água) que compõem os ataques de certos monstros, também adiciona skills, que são habilidades que auxiliam no campo, como maior resistência, permitindo que o personagem corra por mais tempo e execute mais movimentos especiais, ou visão de mais longo alcance, por exemplo. Elas não são essenciais, mas adicionam uma profundidade bem vinda ao título.

Com tantos elementos, é possível gastar mais de 100 ou 200 horas de jogo neste título, como muitos jogadores do MHF original o fizeram para tornarem seus personagens únicos e com equipamentos personalizados para seu estilo de jogo.

Busca pelo PSP perdido


MHF2 é provavelmente o mais belo título do PSP. Não apenas as cenas em CG são delirantes e cheias de ação, mas também os personagens são muito bem elaborados, exibidos em gráficos 3D semi-realistas impecáveis, com cada uma de suas armas ou armaduras possuindo um desenho próprio e característico, permitindo alto grau de customização. Os cenários são profundos e extensos, criando uma sensação incrível do homem diante da natureza, temática recorrente do jogo, e variam entre montanhas geladas, um vulcão, florestas temperadas e até mesmo um deserto. Os programadores tiveram o mesmo cuidado gráfico com as criaturas enfrentadas, sendo todas muito marcantes e visualmente agradáveis.
As músicas não ficam para trás, e temas de batalha contracenam com melodias calmas de acordo com o local visitado e a situação encontrada. Os efeitos sonoros foram realizados com cuidado e maestria, e é possível distinguir sons de água corrente, passos de animais, rugidos de monstros, dentre tantos outros, colaborando com a temática e o clima de cada partida.

Os controles são parecidos com os de Tomb Raider e similares, com o uso do analógico para movimentar o personagem e os outros botões utilizados para atacar, esquivar-se, coletar materiais, sacar e guardar a arma, recarregar os tiros, utilizar itens, etc. A princípio, fica tudo muito confuso devido à quantidade de comandos diferentes, porém, o aprendizado é simples e com pouco tempo de jogo torna-se tudo muito natural. A câmera continua pouco amigável, assim como na primeira versão, mas não chega a ser um empecilho, apenas um pequeno estorvo.

Monster Hunter Freedom tem a cara de um MMORPG, e as partidas online com até 4 amigos fazem o já extenso jogo tornar-se quase imortal. Existem tanto missões do modo single player que ficam mais fáceis (ou realizáveis) se executadas com a ajuda de companheiros, como também buscas especificas para multiplayer que precisam se baixadas para o PSP pela Internet. Infelizmente, várias dessas missões (incluindo as individuais) são muito extensas, podendo passar dos 40 minutos até seu final, o que torna o jogo pouco prático para situações de partidas rápidas como filas de espera ou durante a viagem de ônibus antes da faculdade.

Para quem jogou a primeira versão de Monster Hunter, existem realmente poucas diferenças, notadamente novas armas e armaduras, diversos monstros e a vila em si. Até mesmo as missões são muito similares, e parece ter faltado à Capcom originalidade ou ousadia para desenvolver mais inovações, preferindo manter a fórmula de sucesso do jogo original. Os combos estão um pouco diferentes, assim como os padrões de ataques das criaturas que apareceram anteriormente, fazendo mesmo os mais viciados veteranos suarem um pouco a camisa em certos momentos. Faria mais sentido terem lançado este título como se fosse uma expansão do primeiro MHF do que realmente uma continuação.



O Veredicto
: Monster Hunter Freedom 2 é o tipo de jogo de vai e vem que mantém um jogador ocupado por várias horas em uma incessante busca por novos e melhores itens, além da personalização do personagem, que torna necessário o refazimento de várias missões. As recompensas evitam o desgaste do jogo, e as partidas multiplayer cada vez mais interessantes, já que cada jogador exibe com orgulho seu poderoso caçador para os demais. Título viciante e obrigatório, e um dos melhores jogos para o PSP até o momento.


Prós:

- Os mais belos gráficos da plataforma;
- Jogabilidade profunda e envolvente;
- Extrema personalização do personagem;
- Multiplayer interessante e praticamente obrigatório;
- Longevidade extrema.


Contras:

- Repetição de missões pode frustrar alguns;
- Pouca (praticamente nenhuma) inovação em relação ao anterior.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
9/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Guimephiles
©2016 GameVicio