GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Demigod para PC de Eurogamer

por GameVicio, fonte Eurogamer, data  editar remover


Quem nunca se imaginou como um Deus todo-poderoso? Creio que todos nós pelo menos uma vez na vida assim o desejaríamos. Agora já podem concretizar o vosso sonho com a chegada do jogo Demigod da Gas Powered Games. Mas se pensam que podem mandar a vosso belo prazer estão bem enganados pois deuses são o que não faltam neste jogo.

Demigod é um jogo de estratégia com elementos RPG onde toda a acção é em tempo real. Este título junta no mesmo cenário (arenas) duas facções com os seus respectivos deuses em que só o mais forte pode triunfar. Se esperam um jogo com uma história para contar podem esquecer, em Demigod o que importa é a acção estrategicamente delineada.

O jogo oferece vários modos, em todos eles temos que escolher um dos oito deuses com que pretendemos jogar nas oito arenas disponíveis. Cada Deus possui características únicas que podem evoluir conforme vamos progredindo na batalha. O domínio dessas mesmas características é vital para alcançar a vitória.

Temos então dois modos de jogo principais, o singleplayer e como é óbvio o multiplayer. No primeiro modo temos a possibilidade de entrar num torneio onde todos lutam contra todos, ao bom estilo de uma liga de futebol. Em cada ronda somos confrontados com um objectivo a atingir que pode passar por conquistar toda a arena até matar o maior número de deuses inimigos num determinado período de tempo. O modo para um jogador conta também com a opção Skirmish em que podemos escolher contra quem vamos lutar, escolher a arena e vários aspectos do jogo. Serve muito bem para treino pois o verdadeiro desafio de Demigod está no seu modo multiplayer online.

Realmente a cereja no topo do bolo de Demigod é mesmo o seu modo online. Este é um desafio muito apelativo e viciante, quando pegamos nele nunca mais o largamos, disso podem ter a certeza. No modo multiplayer podemos jogar em lan e online, sendo este ultimo onde o gozo se encontra. Mas este modo não está desprovido de falhas, problemas ocasionais de conectividade e até o longo tempo de espera para entrar numa batalha podem desencorajar o jogador mais paciente.

Em online podemos criar o nosso próprio jogo, podemos entrar em jogos criados por outros, temos também ao nosso dispor o Skirmish que nos transporta directamente para um jogo e por fim temos a opção de entrar num torneio a nível mundial denominado por Pantheon. Este torneio coloca o jogador num dos lados da barricada, temos que escolher entre as Forças da Luz e as Forças das Trevas. Este torneio tem sempre uma data marcada para o seu início e término, durante esse período os jogadores lutam contra os seus opositores nas arenas disponíveis cumprindo os objectivos que são pedidos. As vitórias são registadas e no final ganha a facção que obtiver o maior número de pontos.

Este jogo é um pouco complexo e a falta de um tutorial agrava ainda mais a situação. Apesar disso, Demigod até se revelou de fácil aprendizagem, mas para os menos habituados a jogos deste género um tutorial era bem-vindo.

Durante as batalhas o jogador não controla todas as unidades presentes na arena, isso ajuda bastante durante combates mais caóticos mas também torna o jogo menos exigente. Nota-se que o jogo foi elaborado para que o jogador tire partido de todas as potencialidades do nosso multifacetado Deus. As unidades controladas pelo computador quando são mortas voltam a ressuscitar nos portais sob o nosso domínio, estas têm sempre um percurso previamente delineado, deslocam-se sempre em direcção ao Citadel do inimigo (é uma espécie de quartel general) na tentativa de o destruir. ?? claro que sempre que encontram inimigos pelo caminho as unidades redireccionam o seu ataque. Os portais são muito importantes, por isso há que mantê-los e sempre que possível conquistar os do nosso inimigo.

Como já referi Demigod é um jogo de estratégia com muitos elementos RPG, todas as acções que efectuamos durante uma batalha vão aumentar a experiência do nosso Deus e consequente subida de nível. Quando isso acontece temos a possibilidade de adquirir novas habilidades e novas unidades. Outro aspecto importante é o ouro que vamos acumulando, a rapidez com que isso acontece depende do maior ou menor controlo que detemos da arena. Este recurso é gasto na aquisição de equipamento e itens que vão desde anéis mágicos, passando por armaduras e até poções mágicas. Temos também que ter em atenção a evolução que pretendemos seguir no que toca às características das nossas infraestruturas, estas podem adquirir uma maior resistência aos ataques dos inimigos e até melhorar as suas defesas.

Durante as batalhas temos que ir conquistando terreno ao nosso inimigo e capturar postos sob a forma de bandeiras para assim controlar o maior espaço territorial possível. Pela arena também se encontram determinadas infraestruturas que após as capturarmos permitem-nos adquirir itens só acessíveis através das mesmas.

Relativamente ao aspecto visual Demigod está bem aceitável, tendo até alguns pormenores gráficos bem interessantes como por exemplo os efeitos das magias e até o detalhe gráfico de todas as criaturas. Em relação às arenas, posso dizer que são do mais simples possível, com um visual algo pobre mas cumprindo com o objectivo para o qual foram criadas. Não poderia deixar de destacar o excelente trabalho efectuado pela Gas Powered Games relativamente à sonoridade de Demigod, está muito acima da média sendo até um dos aspectos que mais me impressionou.

Demigod é um excelente jogo que peca um pouco pela falta de opções. Apesar do seu excelente modo multiplayer online, notei a falta de um modo singeplayer mais robusto. Um modo campanha com um pouco de história colocaria este jogo num patamar superior, não quero com isto dizer que Demigod não é um bom jogo, muito pelo contrário, consegue atingir uma qualidade bem acima da média.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Eurogamer
8/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de GameVicio

Reviews da crítica

8 / 10
Eurogamer
©2016 GameVicio