GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Portal para PC de Outer Space

por Guimephiles, fonte Outer Space, data  editar remover


Quando o pessoal da Valve prometeu que Portal seria inovador, eles não estavam mentindo. Ao anunciar um jogo em primeira pessoa com jogabilidade baseada apenas em puzzles, muitos pensaram que seria basicamente os mesmos tipos de quebras-cabeças de outros FPS reunidos. Mas na verdade, a Valve praticamente inventa um novo gênero com esse novo título que, além de tudo, é bem engraçado.

Aperture Science Handheld Portal Device


Uma única arma é pouco para vencer os desafios de qualquer FPS. Em Portal, o jogador percorrerá todas as fases com uma só, mas bem especial: a fantástica Aperture Science Handheld Portal Device. Funciona da seguinte forma: pressionando o botão direito do mouse, o jogador cria um portal de borda azul, e pressionando o esquerdo, um portal de borda laranja. Apenas dois portais são criados por vez, e ao atravessar qualquer um desses, o jogador sai no outro, como se fosse criado um túnel entre eles.

A utilização do equipamento é simples, mas as possibilidades são infinitas. Além da função óbvia, o portal pode, por exemplo, ser colocado por baixo de algum objeto para fazer com que esse apareça em outro lugar mais cômodo. Esse efeito é ainda mais divertido quando o jogador o utiliza nos robôs de segurança, que são a coisa mais próxima de um inimigo no jogo. A verdade é que são várias as formas de utilizar a arma para resolver os puzzles de Portal, e todas são bem divertidas e requerem que o jogador pense um bocado, como em qualquer bom puzzle. Para ter uma noção melhor, vale a pena checar a versão flash feita por entusiastas do jogo (sem nenhuma ligação oficial com a Valve).

E Portal não é só uma boa idéia. Os conceitos foram muito bem aplicados, fazendo com que os puzzles realmente exijam que o jogador pense de uma forma diferente da usual em jogos em primeira pessoa. Além disso, estão bem amarrados por uma história que acontece no mesmo universo de Half-Life 2 (com referências presentes também em Episode 2). O enredo é simples: o personagem principal é Chell, uma garota de aparência asiática, algo que pode ser confirmado pelo jogador quando este cria efeitos quase paradoxais com os portais. Pouquíssimo é dito sobre a história de Chell, mas a função dela é servir de cobaia, realizando testes com a nova arma produzida pela Aperture Science, uma empresa fictícia que é rival da Black Mesa, onde Gordon Freeman de Half-Life trabalhava. Chell é guiada nos testes por GLaDOS, uma inteligência artificial com personalidade totalitarista e paranóica. GLaDOS, abreviação para Genetic Lifeform and Disk Operating System, é também o único outro personagem de Portal.

E é justamente GLaDOS que guia o excelente humor do jogo. O computador se comunica o tempo todo com Chell, explicando um pouco dos testes, e soltando frases como: ???Sabia que você pode doar um ou todos seus órgãos vitais para o fundo de auto-estima para garotas da Aperture Science? ?? verdade!???, ou ainda dizendo para o jogador não se apegar emocionalmente a um quadrado metálico utilizado para resolver alguns puzzles. Outras tiradas engraçadas envolvem a voz suave dos droids de segurança implorando para ficarem no chão quando o jogador os carrega, ou as frases escritas em algumas paredes expostas do complexo de testes.

Portal também se destaca em sua apresentação geral e técnica. Tudo é muito bem polido, dos menus aos visuais dentro do jogo, dos sons ao designs dos objetos. Tudo é muito bem caprichado. Mas infelizmente, a alegria dura bem pouco, e gastando um tempo razoável para resolver os puzzles, sem pressa, é possível terminar o jogo em duas horas e meia, um tempo ridiculamente pequeno para qualquer gênero de jogos, mesmo um inventado pela Valve. Como um bônus para a Orange Box vale muito a pena, mas analisando como um único produto, Portal acaba um pouco desvantajoso.



O Veredicto
: Portal é criativo, divertido e muito bem humorado. Apesar de durar pouquíssimo, o jogo é capaz de entreter qualquer um através de seus excelentes quebra-cabeças, que são bem amarrados em um enredo interessante e engraçadíssimo. Portal pode ser considerado um trabalho genial da Valve, mas infelizmente, sua duração na vai além de metade de uma tarde. Considere-o uma pequena jóia, dada ???de brinde??? em Orange Box.


Prós:

- Puzzles bem criativos;
- Inovador;
- Enredo cativante e bem-humorado.


Contras:

- Tão curto quanto um demo.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
9/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Guimephiles

Reviews da crítica

3.7 / 5
Fliperama
8.6 / 10
GameVicio
©2016 GameVicio