GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Advance Wars: Days of Ruin para DS de Outer Space

por Guimephiles, fonte Outer Space, data  editar remover


Advance Wars é uma das séries mais antigas a percorrer os videogames da Nintendo, originando-se ainda na era 8-bits, mas só vindo a ser famosa no ocidente com seu lançamento para o Gameboy Advance. Retratando previamente guerras heróicas entre países associados a cores (como o Condado Laranja), Days of Ruin traz uma ruptura no estilo, apresentando um mundo pós-apocalíptico onde a vida humana não tem valor e os heróis são escassos como todos os outros recursos.

Os lobos de Brenner


Logo na abertura, o cadete Will ??? o personagem principal ??? é introduzido ao jogador como um dos sobreviventes de uma chuva de meteoros que se chocou contra o planeta, matando mais de 90% da população e deixando o restante para sobreviver em uma paisagem coberta por escombros do passado e nuvens de fumaça e cinzas que encobriram o sol. Neste cenário, o garoto é atacado por bandidos liderados pela Besta, um ex-militar que deseja pilhar e saquear os sobreviventes do mundo em ruínas para garantir um pouco de luxo para si e seu bando. Salvo pelo Capitão Brenner e pela Tenente Linn, Will ingressa nas fileiras dos Lobos de Brenner, um destacamento militar que pretende organizar as pessoas que restaram no país para auxiliarem em sua reconstrução e lutarem contra as forças malignas que restaram no mundo, como bandoleiros e saqueadores.

A jogabilidade é simples, baseada em turnos que correspondem a um dia de batalha. Durante sua vez, cada exército movimenta suas unidades e realiza ações como atacar inimigos ou conquistar construções (para receber recursos e construir novas unidades), passando sua vez para o exército seguinte a qualquer momento ou após fazer uso de todas as unidades (cada uma pode ser utilizada apenas uma vez por turno), até que todos tenham agido e o ???dia??? passe.

Os cenários são compostos por variados tipos de terrenos, desde estradas e pradarias, passando por montanhas, lagoas, florestas, e até o próprio ar, e divididos em ???quadrados??? que indicam a distância de ataque e movimento de cada unidade, que pode variar com a dificuldade do terreno ??? por exemplo, estradas permitem movimentação maior, enquanto montanhas bloqueiam a maioria dos veículos e diminuem expressivamente a distância alcançada pelos que conseguem atravessá-las. Além de dificultar ou facilitar a mobilidade, cada tipo de cenário fornece um bônus para a defesa da unidade presente nele, diminuindo os danos recebidos dos inimigos e oferecendo uma vantagem nas batalhas.

Os tipos de tropas se dividem em infantaria (soldados armados com armas leves ou pesadas), veículos de chão (como motocicletas, jipes e tanques), veículos aéreos (como jatos, helicópteros e bombardeiros) e veículos aquáticos (como barcos e submarinos), sendo que cada uma delas é eficiente ou deficiente contra outros tipos, tornando importante tanto o conhecimento destas características quanto a formação de um exército diferenciado que se utilize das fraquezas do adversário ??? com isso, diferente de outros jogos de estratégia, não é suficiente criar dezenas de unidades de um único tipo e sobrepujar o inimigo apenas com números.

Online, finalmente


Além do básico, AW conta ainda com a presença das marca registrada da série, os COs (Command Officer) -- personagens principais da trama (tanto heróis quanto vilões) que comandam cada exército, oferecendo às suas unidades alguns bônus e poderes de acordo com uma barra de energia especial, carregada durante o combate. Estes poderes variam entre movimentação ampliada, bônus em dano ou defesa contra certas unidades, aumento dos recursos recebidos a cada dia, dentre outros. Antigamente, os COs serviam apenas para ativarem seus poderes especiais sobre suas tropas, mas em DoR eles são unidades especiais que concedem capacidades a outras unidades dentro de uma certa distância, mas que também participam dos combates, criando uma nova dinâmica.

A IA oferece um desafio adequado e, apesar de possuir pontos fracos óbvios em várias das fases, utiliza estratégias diferentes a cada tentativa de se vencer um dos mapas da campanha principal. Nos mapas criados pelos jogadores através da ferramenta do cartucho é possível definir os cursos de ação tomados pelo computador, como mais defensivo, ofensivo, etc.

Atendendo aos pedidos dos fãs de suas séries, a Intelligent Systems desta vez incluiu a modalidade de jogo multiplayer através da Nintendo Wi-Fi, permitindo partidas entre jogadores do mundo todo, com suporte a conversas pelo microfone do DS e à criação e compartilhamento de mapas. Ele conta também com mais de 100 mapas além dos utilizados no modo campanha para um jogador, totalizando uma infinidade de possibilidades de partidas, estratégias e exércitos diferentes.

Conflito em duas telas


A história mais adulta e o clima obscuro são complementados pela arte também madura, com desenhos mais realistas que usam cores escuras e traços mais pesados. Os gráficos são parecidos com os dos seus antecessores, contando de pequenas unidades espalhadas por um mapa quadrado, tudo bidimensional, porém caprichado. As unidades são bem pequenas, mas se diferenciam facilmente pelos impressionantes detalhes pixelados; não há tipos diferentes de veículos ou soldados por exército, sendo estes identificados apenas pelas cores que utilizam.

Com esquemas simples de controle, que podem ser executados tanto através do direcional e botões quanto da tela de toque, o aprendizado só se torna mais complicado quando existem muitas unidades para gerenciar ou combater, exigindo atenção e planejamento. A tela superior exibe informações tanto sobre o terreno quanto sobre as unidades, portanto não é necessário decorar suas capacidades.



O Veredicto
: Advance Wars: Days of Ruin é ideal para quem gosta de jogos em turnos: além de ser o mais equilibrado da série, é dinâmico e permite bastantes opções para cada tipo de jogador. Apesar de não trazer muitas inovações (sendo a mais notável a mudança do sistema de COs), a história mais densa, os ajustes nas unidades e a possibilidade de criação de mapas e jogos via Wi-Fi foram suficientes para que esta seqüência não caísse na mesmice.


Prós:

- Jogabilidade simples, porém profunda;
- Excelente história, bem desenvolvida;
- Ferramenta de criação de mapas bem completa, inclusive com programação das ações do computador;
- Multiplayer online.


Contras:

- Gráficos sem graça.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
8/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Guimephiles
©2016 GameVicio