GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Soldiers: Heroes of World War II para PC de GameVicio

por BT_Klevim, data  editar remover


Introdução
O que é necessário para fazer um excelente jogo de estratégia em tempo real? Bons gráficos e um áudio empolgante, aliados a uma boa história e igualmente boa jogabilidade seriam, com toda certeza, os principais aspectos na resposta da maioria absoluta dos fãs deste gênero. Entretanto raros são os jogos que conseguem equilibrar todos estes quesitos com perfeição. Sempre existe uma falha em um ou outro aspecto, que consegue fazer a diferença, tirando do jogo um provável destaque que poderia vir a merecer. Felizmente, apesar de raros, certos jogos conseguem unir todos estes quesitos e com certeza, ganham o destaque merecido na opinião dos jogadores. Soldiers: Heroes of World War II (ou simplesmente Soldiers) é com certeza um desses jogos! E o mais surpreendente é que ele chegou quase na surdina, e no meio de tantas promessas que investem pesado em marketing e só decepcionam quando são lançadas, a Codemasters e a desenvolvedora ucraniana (pouco conhecida, por sinal) Best Way fizeram o trabalho inverso. Não só por ter a união necessária citada acima, mas, também, por possuir uma jogabilidade inédita para o gênero que é muito bem-vinda em um mercado saturado por jogos, muitas vezes, pouco originais.


Jogabilidade
Não há nada no Soldiers que mereça mais destaque do que a jogabilidade. Não só por ser extremamente precisa, mas por também ser inovadora, como foi citado acima. ?? um sistema chamado de "Direct Control" (ou Controle Direto) que permite ao jogador ir muito além do mero controle com o mouse sobre as unidades. Este sistema utiliza a mesma estrutura dos jogos de ação em terceira pessoa, ou seja, o jogador pode controlar sua unidade com as teclas direcionais do teclado para andar e ou mouse para virar. Isso faz com que o jogador tenha mais participação no decorrer da ação, fazendo-o sentir muito mais próximo. ?? claro que o método tradicional está presente, mas é incrivelmente menos eficiente. Na verdade, Soldiers apresenta 3 modos de controle sobre as unidades. O primeiro pode ser considerado como o controle normal, o tradicional do estilo ETR: o jogador seleciona a unidade com o mouse e depois clica no terreno para onde deseja locomove-la ou sobre um inimigo que deseja praticar uma ação. O seguinte é um meio-termo entre o modo tradicional e o Direct Control: o jogador pode usar o mouse para locomover a unidade no estilo tradicional e no momento necessário apertar a tecla CTRL do teclado para fazer a mira em algum inimigo; os disparos da arma serão feitos com o botão esquerdo do mouse. Este segundo modo é o mais eficaz, entretanto sua unidade irá parar de movimentar-se ao apertar a tecla CTRL. E, por ultimo, o Direct Control total que permite um controle direto da unidade escolhida. Neste caso, ao contrario do segundo modo, suas unidades poderão movimentar-se e atacar ao mesmo tempo, porém, só será possível movimentar uma unidade de cada vez, tornando o controle de varias unidades quase impossível.
Além de toda a complexidade dos controles, Soldiers também oferece uma variedade imensa de ações para suas unidades. Além das tradicionais posições "De pé", "Agachado" e "Rastejando", o jogo proporcionará movimentos que interagem com o cenário, ou seja, pular cerca, espreitar por uma esquina, esconder atrás ou embaixo de árvores e arbustos, ou proteger-se de tiros atras de uma casa, tudo isso fará parte das ações que não só enriquecem o jogo como também são essenciais para o cumprimento de quase todas as missões. Soldiers também oferece uma variedade imensa de armas que, com certeza, fazem muita diferenças em determinados momentos. Facas, revolveres, metralhadoras, submetralhadoras, fuzis, rifles, lança foguetes de variadas nacionalidades e modelos, além de vários tipos de granadas que vão desde as tradicionais de fragmentação até as anti-tanques, com algumas variações - como Coquetéis Molotoves, minas anti-infantaria e anti-veículo -, entre varias dezenas de objetos no cenário que poderão ser usados das mais variadas formas possíveis durante sua campanha (até mesmo uma inusitada caixinha de fósforos). Outro ponto forte do jogo serão os veículos que poderão ser pilotados. Existe uma variedade imensa deles: tanques de guerra dos mais variados tipos, jipes, carros blindados, motos, trens, e pequenas embarcações. Tudo isso, além de diversos armamentos de base fixa que poderão ser encontrados nas missões como metralhadoras e artilharia.
E, além da vasta gama de recursos, Soldiers também é um jogo que certamente fará muitos jogadores penarem por horas, até conseguir vencer suas missões. O game conta com uma inteligência artificial extremamente desafiadora, capaz de enganar o jogador com muita freqüência. Os oponentes nas fases estarão sempre alerta a qualquer movimento da tropa controlada pelo jogador. Sons de tiros irão chamar a atenção deles, assim como corpos caídos no chão ou mesmo armas abandonadas e como se não fosse suficiente sempre haverá um grande risco de emboscadas, preparadas com uma precisão impressionante. Por isso mesmo, pode-se dizer que Soldiers possui elementos de stealth (também conhecido como "ação furtiva"), já que alertar muitos inimigos será fatalmente um fim infeliz para sua batalha. Isso, porque o jogador sempre contará com um número reduzido de forças e terá que enfrentar exércitos inteiros, normalmente em bases bem defendidas.
Por fim, um dos detalhes mais impressionantes da jogabilidade é seu elaboradíssimo sistema de danos. Não somente nos veículos como também nos soldados. Será possível destruir nos veículos varias partes diferentes, desde as rodas (ou esteiras, no caso dos tanques) como as armas que ele possuem. Já nos soldados, tiros em diferentes partes do corpo acarretarão em diferentes danos, sendo possível até mesmo um fatal tiro na cabeça (é isso mesmo: o primeiro headshot num RTS).


Áudio
Este é um quesito que está se tornando cada vez mais "largado" pelas produtoras de jogos, mas, felizmente, ganhou um bom tratamento em grande parte no Soldiers. Os sons das armas são bastante fidedignos, assim como o som dos veículos se movimentando. Nos cenários, em momentos de paz, é possível escutar vários cantos diferentes de pássaros, assim como rios que correm nas imediações de alguns mapas. As vozes dos personagens, assim como dos inimigos, são bem variadas dando certos toques de humor em determinados momentos, ou doses de sofrimento em horas de perigo. Talvez o único ponto negativo com o áudio do jogo sejam as músicas. Não que sejam ruins, muito pelo contrario, são de excelente qualidade, porém, devido às longas missões, elas acabam se tornando fatalmente repetitivas.

MultiPlayer
Inovador, porém limitado, o multiplayer de Soldiers: Heroes of World War II é algo controverso. O modo cooperativo, que tem aparecido em diversos jogos de ETR, está presente no jogo, possibilitando que até quatro jogadores percorram todas as fases da campanha single-player juntos. Mas, para a infelicidade dos adoradores de batalhas contra outros players reais, e talvez pelas limitações do estilo do jogo, este é também o único modo disponível. Ainda assim, o modo cooperativo se mostrar extremamente divertido, além de ajudar a descobrir e aprimorar estratégias para a campanha single-player.

Gráficos
Um dos pontos mais fortes deste título é o maravilhoso gráfico que ele apresenta. A riqueza de detalhes é impressionante. Cidades, veículos, inimigos são ricamente detalhados das mais variadas formas. Nos cenários, será possível ver a mata se mexendo em volta do seu personagem a medida em que ele se movimenta. Os veículos sendo destruídos são também de uma riqueza impressionante. Pode-se vê-los despedaçando em uma explosão onde as peças são atiradas longe, dentro das leis de uma tímida, porém bem-vinda física. As construções também não ficam para trás, pois ao serem atingidas por um ou mais tiros capaz de demoli-las, elas cairão aos poucos, deixando algumas ruínas e nuvens de poeira à sua volta.
Apesar de parecem pequenos a primeira vista, os detalhes serão facilmente reconhecidos a partir do momento em que o jogador se habituar ao jogo. Soldiers é, sem dúvida, o jogo mais bem detalhado e com um dos visuais mais impressionantes já vistos no gênero!

Conclusão
Reunindo os mais importantes elementos em um jogo de estratégia, Soldiers: Heroes of World War II é um título respeitável, apesar do nível de dificuldade extremamente alto, o que o torna desaconselhável a jogadores sem muita experiência no gênero ou sem paciência. Entretanto, os jogadores avançados e os adoradores do estilo certamente terão um desafio altamente satisfatório, que proporcionará horas de diversão e muita "dor de cabeça"! Gráficos belíssimos, som empolgante, uma IA desafiadora, e uma jogabilidade inovadora, fazem de Soldiers uma das mais agradáveis surpresas deste ano, podendo ser considerado, sem exageros, um dos melhores jogos de estratégia lançados para computadores na história dos games!

Prós x Contras
Prós
- Riqueza em detalhes de encher os olhos;
- Efeitos sonoros realistas;
- Excelente modo Cooperativo nas partidas multiplayer;
- Jogo extremamente envolvente para quem gosta de grandes desafios.

Contras
- Requer um computador mais potente para rodar com alta qualidade;
- Somente modo cooperativo no multiplayer;
- Musica enjoativa após algumas horas;
- Não recomendado para iniciantes.

Notas

- Gráficos: 20
- Som: 18
- Jogabilidade: 20
- Enredo: 18
- IA: 19

TOTAL - 95%


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
GameVicio
9.5/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de BT_Klevim
©2016 GameVicio