GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de The Sims 2: Nightlife para PC de GameVicio

por BT_Klevim, data  editar remover


Introdução:

Mal os jogadores tiveram chance de descansar do bem-sucedido primeiro pacote de expansão Vida de Universitário, para que a Maxis e a EA (que na verdade são uma só) já chegarem com ao inevitável segundo add-on para o aclamado The Sims 2. Passado todo o estilo americano juvenil de viver na universidade - que ficava um pouco longe da nossa realidade no Brasil - a idéia agora é partir para a curtição e o agito noturno - participando de baladas e encontros amorosos nos locais mais variados, como lanchonetes, restaurantes e danceterias, e uma gama de novas opções que aprimoram características próprias para o enfoque do jogo.
Assim chega The Sims 2: Vida Noturna (que recebeu o nome internacional de The Sims 2: Nightlife), praticamente 1 ano depois do lançamento da tão esperada segunda geração da série de simulação de pessoas e relacionamentos. Mas para quem pensa que vai poder ficar só na curtição, pode tirar o cavalinho da chuva, pois arranjar algumas horas para ir pra balada noturna na cidade vão lhe custar alguns sacrifícios e muito esforço para conseguir manter todas as suas necessidades equilibradas, assim como suas finanças, desejos e aspirações.




Jogabilidade:

O bê-á-bá da jogabilidade continua bem parecido com o game original, assim como o ???caminho??? a se percorrer para expandir a relação entre os Sims. A primeira grande novidade, porém, está nas atrações que definem as características que cada personagem considera legal ou não, influenciando nas suas aspirações e na química que pode rolar na sua relação com os amigos, namorados, parceiros ou pretendentes. Ao se criar um personagem, você pode definir as características que vão influenciar nesta atração, e os Sims criados anteriormente terão uma única dose da Poção ReNoVaTrix disponíveis para definir ???O Que ?? Legal??? e ???O Que Não ?? Legal???, disponível em seu inventário. Inventário - sim! - agora os Sims têm um inventário, que não possui lá grande importância, mas pode carregar ainda Poções do Amor ou contra o vampirismo, ou ainda pequenos objetos e presentes enviados pelo(s) seu(s) romance(s). Para verificar a atração do seu Sim para com os outros, surge um raio no retrato de quem há química na sua lista de amigos e quando se está freqüentando um ambiente público é possível mandá-lo dar uma ???sacada??? na área, analisando quem está a sua volta e indicando quem é que tem mais afinidade para valer a pena uma investida.
As novidades não param por ai, muito pelo contrário, pois foi incluída nesta expansão a possibilidade de se criar grupos entre dois ou mais Sims que compartilhem um mesmo interesse ou amizade, facilitando a vida na hora de marcar baladas em conjunto, pois basta ligar para um determinado grupo para que todos que façam parte estejam devidamente convidados (você tem a liberdade de gerenciar os grupos através da interface do telefone, adicionando ou removendo amigos da sua lista ou criando novos grupos). Existem basicamente 2 tipos de encontros por grupo no jogo: o para uma balada, que inclui um medidor que mostra como está indo o agito e com tempo máximo estabelecido, e o segundo meramente por diversão, no qual não há limitações de tempo nem pontuação. Mesmo no encontro entre duas pessoas, o Medidor de Encontro também é mostrado e pode ser crucial para conquistar uma nova paixão ou fazer a diferença entre uma noite inesquecível ou um desastre com aquele(a) pretê, e quanto melhor você se sair mais tempo pode durar o encontro.
O local dos encontros também pode ser bastante diversificado, como uma lanchonete no estilo anos 50, um restaurante de luxo, uma agitada danceteria com direito a banheira de hidromassagem no andar superior, ou mesmo uma divertida pista de boliche (este não é tão comum nos hábitos noturnos dos brasileiros, mas temos que aceitar devido à intrínseca ligação da série com a cultura dos EUA). Além de utilizar os centros de cada uma das três cidades originais do jogo, é permitido ao jogador criar seus próprios lotes e vizinhanças, construindo suas casas para o público noturno com toda a gama de objetos e características disponíveis. O modo de construtor é relativamente fácil de mexer e basta perder um pouco de tempo para sair montando seu próprio restaurante com pista de dança, ou qualquer outra combinação ou detalhe que a sua imaginação criar.
Voltando para as inovações, a Maxis enfim atendeu um dos pedidos mais comuns entre os fãs, que era o de possibilitar aos seus Sims ter o seu próprio veículo. Pois é, com o Vida Noturna você terá a chance de construir uma garagem, se houver espaço disponível no terreno, e disponibilizar um ou mais carros de até 5 modelos disponíveis, desde um econômicos a um caríssimo e charmoso esportivo para os ???Playboys???, passando até por uma Van para famílias maiores. Ter um carro agiliza as viagens ao trabalho ou aos lotes comunitários, além de não precisar pagar o táxi, mas na prática se mostra bastante supérfluo no cotidiano dos Sims, por ser perfeitamente possível viver sem um veículo e o ganho ao se comprar um não ser significativo. Outro fator que diminui a sua importância é que em alguns momentos você é obrigado a utilizar o táxi, como quando é convidado a uma balada por um outro personagem.
Entre as outras surpresas que foram incluídas nesta expansão, temos a Cigana Casamenteira, personagem que se apresenta em frente a sua casa logo no início da sua moradia e pode trazer grande ajuda em sua vida amorosa, e a inclusão de uma nova raça de ???Sims Vampiros???, que podem ser encontrados em determinadas regiões da cidade durante a noite, e caso um Sim acabe se tornando próximo deles poderá também se tornar um descendente do Drácula, com características e necessidades próprias, como total aversão à luz. Ter um Sim-vampiro pode lhe dar experiências únicas durante a noite, mas exige cuidados especiais, como um caixão para dormir durante o dia, pois uma breve exposição na luz do dia pode levá-lo rapidamente à morte. A única vantagem é que, se você quiser curá-lo do vampirismo, é só tomar uma poção que pode ser adquirida com a Cigana, para voltar tudo ao normal.
No mais, os mais de 100 novos objetos incluídos garantem uma experiência bastante agradável, possibilitando equipar a sua casa ou os estabelecimentos noturnos com novidades totalmente ligadas ao tema desta expansão. A dificuldade de manter o nível de aspiração (que continua sendo medido pelos desejos e temores de cada Sim, porém com um novo tipo de aspiração pelo Prazer para a categoria do The Sims 2) e as necessidades básicas continuam sendo o grande desafio do jogo, pois muito mais do que ficar apenas se divertindo é importante realizar as outras tarefas cotidianas e obrigações para deixar os seus Sims completamente satisfeitos e felizes.
Não obstante, aqueles errinhos bobos dos jogos anteriores, como a teimosia do Sim em fazer uma tarefa não adequada, e a fraca IA, que leva dois ou mais Sims a tomar os mesmos caminhos, quando existem outros que poderiam ser utilizados, permanecem e pouco foram aprimorados. Além disso, alguns novos surgiram, como o bug do tempo, que faz com que, se você tiver mais dois ou mais moradores na mesma residência e um deles ficar em casa enquanto o outro for para a balada, você pode passar várias horas na cidade e quando volta para casa acaba voltando para o mesmo horário em que saiu.




Áudio:

A parte sonora é a que menos apresenta novidades, mantendo no geral o mesmo nível e qualidade da expansão anterior e do The Sims 2. Mas para não dizer que não houve nada de novo, há de se ressaltar que foram incluídas algumas faixas de músicas dance e eletrônica que tocam nas casas noturnas, além das músicas que tocam nas novas máquinas de karaokê. Aliás, um dos bugs encontrados no Vida Noturna era relacionado a não execução da música nessas máquinas, mas foi corrigido com o último patch lançado recentemente e altamente indicado.
Tirando isso, as músicas e sons ambientes continuam praticamente inalterados, mantendo a ótima qualidade alcançada antes, porém, podendo cansar os ouvidos dos jogadores que somam dezenas de horas de jogatina.

MultiPlayer:

Sem suporte ao modo multiplayer.




Gráficos:

Não há muito a se acrescentar neste quesito se comparado ao game original e a primeira expansão. O nível dos gráficos continua no mesmo patamar, agradando bastante os olhos dos jogadores pelos seus belos cenários e interação dos personagens. Os novos ambientes noturnos foram bem construídos e passam com perfeição a sensações de cenários mais escuros para outros mais iluminados, e a movimentação dos personagens também ganhou alguns toques especiais.
Os novos objetos também seguem toda a beleza que já se fora estabelecida pela série, e mesmo não trazendo nenhuma revolução para o The Sims 2 lançado há 1 ano, o visual continua agradando, mostrando um excelente trabalho por trás da equipe dirigida por Will Wright. O modo de construção também agrada pela facilidade e objetividade, inclusive para se montar centros de lazer nos lotes comunitários.
Vale ressaltar que as configurações de vídeo do jogo permitem tornar tanto uma qualidade gráfica mediana para aumentar a performance, como para deixar os gráficos mais detalhados e bonitos, ao custo de um peso bem maior, o que pode ser fatal para configurações próximas do requerimento mínimo.




Conclusão:

The Sims 2: Vida Noturna cumpriu muito bem o seu dever de casa e tem todas as qualidades necessárias para cair na graças dos milhões de fãs da série. Se o Vida de Universitário já tinha sido bom e interessante, esta expansão consegue ser ainda mais divertida e promissora, por trazer um conteúdo mais Universal que condiz entre os jovens e adultos. Mesmo com alguns bugs e chateações na jogabilidade, como o Sim teimar em fazer uma tarefa não adequada para determinado momento, assim como alguns itens não serem muito intuitivos de serem acessados pelo menu, o abrangente conteúdo é suficiente para manter os aficionados presos na cadeira por longos dias e, porque não, meses explorando tudo o que há de novidades.
O destaque fica por conta das várias inovações e pelo modo construtor nos lotes comunitários, que abre uma porta a mais para quem gosta de criar ambientes sem limite de dinheiro para depois levar os seus Sims e conferir como está o agito nas baladas noturnas. Tudo isso prova que Vida Noturna abre ainda mais o caminho para novos temas das várias expansões que ainda devem vir por aí, e que a Maxis está obtendo sucesso na arte de melhorar o conteúdo para este sedento público que pode ser considerado quase como um gênero próprio e auto-sustentável dentre os gamemaníacos.



Prós x Contras

Prós
- Todo o agito e azaração da noite para o mundo The Sims;
- Nova aspiração por prazer;
- Construa seus próprios ambientes com total liberdade;
- Pela primeira vez, seu Sim tem direito a um veículo;
- Cigana e a classe de Vampiros deram um toque especial ao jogo.

Contras
- Alguns bugs e erros permanecem;
- Falta mais variedade das skins entre os personagens;
- A dificuldade em arrumar um tempinho livre para curtir a noite.

Notas:


- Gráficos: 18
- Som: 18
- Jogabilidade: 18
- Enredo: 18
- IA: 13


TOTAL = 85%


Nenhum comentário

||
GameVicio
8.5/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de BT_Klevim

Reviews da crítica

©2016 GameVicio