GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Soul Calibur IV para PS3 de Outer Space

por Guimephiles, fonte Outer Space, data  editar remover


A franquia de Soul Calibur pode ser considerada um marco nos jogos de luta. Com a marca registrada de combates com armas e uma jogabilidade extremamente intuitiva, a série conseguiu se firmar bem como um dos mais importantes nomes do gênero. Não era surpresa nenhuma, portanto, que o primeiro Soul Calibur para PS3 e Xbox 360 fosse tão aguardado pelo público. E também não é de se surpreender que seja um excelente jogo.

Mais afiado do que nunca


A primeira coisa que os jogadores irão notar em Soul Calibur IV é o quanto o jogo é fiel à história da série. Todos os velhos conhecidos como Kilik, Yoshimitsu, Maxi, Mitsurugi, Nightmare e companhia estão de volta, assim como uma quantidade boa de novos lutadores, que incluem personagens de mangás japoneses e Star Wars (Yoda para a versão de 360, Darth Vader no PS3, e o personagem principal de Star Wars: The Force Unleashed em ambas).

Além disso, grande parte das mecânicas básicas de Soul Calibur permanecem as mesmas, de uma forma que os veteranos não estranharão nada quando pegarem no controle. Mas a equipe da Project Soul naturalmente não se limitou à forma dos anteriores e existem novidades interessantes na jogabilidade. A melhor delas é o sistema de habilidades e equipamentos: em certos modos de jogo, é possível customizar o personagem com equipamentos que modificam atributos como ataque, defesa e HPs dos mesmos. Além disso, é possível também selecionar um conjunto de habilidades especiais, como a capacidade de drenar vida ou ficar invisível em algum momento da luta.

Esse sistema também inclui a possibilidade de destruir os equipamentos dos inimigos na luta, algo que acontece se eles bloquearem muitos ataques. Além do efeito visual de deixar o inimigo com as roupas de baixo ser interessante, é algo que faz diferenças reais no desempenho do personagem.

Para modificar os equipamentos e habilidades de algum lutador, o jogador deve utilizar o modo de criação de personagens, que além de tudo, como o próprio nome indica, permite a criação de novos lutadores no jogo. Não é uma novidade na série, mas a forma com que essa ferramenta está presente em Soul Calibur IV é impressionante: além de equipamentos e roupas, é possível mudar até mesmo o tom de voz do novo lutador. ?? algo tão completo que o jogador pode recriar seus personagens favoritos, desde Cloud e Sephiroth de Final Fantasy VII até as garotas de Onechambara ou Dead or Alive.

E sobre os personagens que já existem, é importante ressaltar que eles estão mais equilibrados do que nunca. Claro, alguns continuam um pouco mais fortes, mas a diferença de poder já não é mais tão grande quanto nas edições anteriores. Uma exceção é Yoda: pelo seu tamanho estranho e estilo de luta exótico, o mestre jedi não é nem um pouco equilibrado, já que é imune a grande parte dos ataques horizontais e a qualquer tipo de agarramento. Mas claramente ele não deve ser considerado um personagem ???sério??? em Soul Calibur IV.

Modos de sobra


Um dos pontos mais interessantes sobre Soul Calibur IV é a quantidade de modos de jogo. Só no menu para um jogador, são três: Arcade, Story e Tower of The Lost Souls. Arcade é um modo clássico em que o jogador escolhe um personagem e luta com oito adversários em seqüência. Já o modo Story é algo semelhante, mas com cinco ???fases??? em que o jogador usualmente enfrenta mais de um inimigo, e com uma história que é introduzida antes da primeira briga e concluída depois da última.

E talvez aí, na história, esteja o maior defeito do jogo: as desculpas para o combate são muito fracas, mesmo para o padrão dos jogos de luta. Claro que nesse ramo o enredo não é algo crucial para a diversão como em um RPG, mas em um modo que se chama ???Story???, um mínimo de qualidade na história é esperado. Em contraposição com a qualidade, temos a quantidade: cada personagem no jogo tem uma pequena história, incluindo os personagens bônus.

Já o modo Tower of Lost Souls está entre os mais divertidos já vistos em jogos de luta. Nele o jogador enfrenta uma seqüência de lutas, como se estivesse ???subindo??? ou ???descendo??? a torre. Nas lutas subindo, são vários níveis, geralmente temáticos, com um grande número de personagens customizados, de uma forma bem curiosa. Já as lutas ???descendo??? funcionam como uma espécie de modo de sobrevivência, em que os personagens encaram lutas seguidas até perderem. ?? mais divertido jogando do que falando.

E como não poderia faltar, existe a possibilidade de jogar multiplayer online e offline, sendo que as lutas online podem ser ou não rankeados, um incentivo extra para jogar. E para completar, é possível incluir personagens customizados nas lutas com outros jogadores, ou seja, é bem mais comum encontrar novos personagens do que os tradicionais.


O Veredicto
: Soul Calibur IV pode não ser o melhor da série, muito menos o mais inovador. Mas a verdade é que a franquia chegou em um ponto que vale mais a pena apurar as qualidades e corrigir as falhas do que se preocupar em criar algo de novo. E SC4 faz isso com perfeição: tudo no jogo parece perfeitamente lapidado, desde os combates em si até o excelente modo de criação de personagens, fazendo deste o melhor jogo de luta da nova geração. Como falha digna de menção fica uma não tão essencial: o enredo, mais fraco do que nunca.


Prós:

- Modo de criação de personagens excelente;
- Personagens mais equilibrados;
- Jogabilidade divertida como sempre.


Contras:

- Enredo fraco;
- Mais do mesmo.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
9/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Guimephiles
©2016 GameVicio