GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Gears of War 2 para X360 de Outer Space

por Guimephiles, fonte Outer Space, data  editar remover


Pouca coisa parece ter mudado em Gears of War 2. Aqui, a humanidade continua ameaçada por monstrengos vindos de buracos da terra, o personagem principal continua sendo "um cara durão" e a arma principal continua sendo o rifle de assalto que usa uma moto-serra como baioneta. Só que apesar de parecer igual em tudo, Gears of War está bem mais divertido que o seu antecessor, com avanços em quase tudo que poderia ser melhorado, seja na jogabilidade, nos gráficos que usam a última versão do Unreal Engine 3 ou, quem diria, no enredo.

Dessa vez, envolvente
A melhoria mais importante de Gears of War 2 não são gráficos aprimorados, novas opções de matanças ou combates sensacionais com monstros dotados de uma mínima inteligência artificial. A segunda edição da nova série da Epic traz aquilo que mais faltou no primeiro: história.

De início, é até estranho o salto de qualidade no quesito enredo: as primeiras seqüências do jogo são caprichadíssimas e envolventes, além de apresentar personagens novos e antigos, agora com algo bem próximo de uma personalidade. O personagem principal, Marcus Fênix, continua sendo uma espécie de Stallone Cobra, com frases genéricas e uma cara de que a esposa dormiu de calça jeans, mas em determinados momentos mesmo ele consegue ser carismático. Já seu fiel companheiro, Dom, dessa vez está realmente empenhado em encontrar sua esposa desaparecida ??? e essa "sub-história" consegue ser até mais envolvente que toda a trama envolvendo a batalha pela sobrevivência dos humanos contra os temíveis Locust, seres intraterrestres que por algum motivo decidiram atacar a superfície.

Mas para quem espera respostas para algumas das perguntas sobre o universo de Gears of War, a seqüência é um tanto quanto decepcionante. Com a eminência de no mínimo mais um jogo na série, as histórias ficam bem desamarradas e para cada "mistério" explicado, dois outros são colocados na cabeça dos jogadores, o que deixa um misto de frustração e "quero mais" ao terminar a campanha principal.

Variedade é o tempero da vida
De qualquer forma, com um roteiro muito mais bem escrito e uma estrutura de jogo mais "cinematográfica", fica bem mais fácil para os jogadores entrarem no clima de Gears of War. Mas para quem não se importa tanto com as letrinhas que aparecem na tela e só quer saber de metralhar uns monstros, o novo Gears também é superior ao primeiro. O jogo conta com novos inimigos, arsenal renovado e opções interessantes de combate, como apanhar oponentes semi-mortos e utilizar os mesmos como escudos vivos. Mas a verdade é que, na campanha principal, essas melhorias são apenas a ponta do iceberg.

O que faz dos combates mais legais em Gears 2 não é apenas o conteúdo novo. Os encontros em si estão melhor formulados. Antes, as batalhas consistiam quase sempre em um punhado de inimigos por ali, cobertura espalhado pelo meio do cenário e uma ou outra variação suave, o que deixava tudo bem banal e repetitivo.

No novo jogo existem diversos elementos que conseguem modificar bastante a experiência, seja um tipo de cenário diferente, que exige uma mudança no pensamento tático, ou simplesmente um grupo de inimigos melhor construído, fazendo que o mais básico dos combates de Gears 2 fique melhor que o equivalente de Gears 1. Fora isso, a gama de situações de combate está bem maior e melhor: enquanto no primeiro jogo era preciso combater enxames de morcegos das profundezas e gigantes cegos quase indestrutíveis, as seqüências de combate diferenciadas de Gears 2 são tão divertidas que seria uma maldade contar mais detalhes para quem ainda não jogou. Em alguns momentos os controles em certos veículos é bem frustrante, principalmente quando é preciso controlar o tanque. Mas mesmo assim é sempre bom variar um pouco.

Melhor com amigos
Toda a campanha principal de Gears of War 2 pode ser jogada por dois jogadores cooperativamente. Mais do que uma opção extra, esse modo faz com que o jogo fique bem mais divertido, seja pela Live ou com os dois jogadores dividindo o mesmo console. Mas essa é apenas uma das formas de se jogar Gears of War 2 com amigos.

São muitos os modos multiplayer, o que adiciona mais longevidade ao jogo. Alguns, como Warzone e Annex são velhos conhecidos dos jogadores pelas versões de PC e 360 do jogo anterior. Já os novos Submission, Guardian e Wingman são tão ou mais divertidos que os anteriores: o primeiro é uma espécie de "Capture The Flag" em que a bandeira é um indivíduo armado que precisa ser carregado como um escudo humano. O segundo é um multiplayer em equipes onde todos podem renascer enquanto um líder designado estiver vivo. Quando ele morre, o jogo fica próximo do fim e a equipe que perdeu o comandante não pode mais renascer. Por fim, em Wingman os jogadores formam duplas, sendo que um personagem caído pode ser revivido pelo companheiro. Todos esses modos de multiplayer são bem sólidos, mostrando que Gears continua respeitável nesse aspecto.

Já um novo e envolvente modo multiplayer é o chamado Horde. Aqui, até cinco jogadores combatem ondas de inimigos, que vão ficando cada vez mais fortes. Para quem já tiver terminado a campanha principal, esse modo é uma ótima opção para continuar a massacrar inimigos cooperativamente.

O Veredicto: Gears of War 2 está longe de ser uma experiência única e inovadora, ou um jogo memorável como a fama do original fez crer. Mas mesmo assim, a seqüência para um dos shooters mais badalados do Xbox 360 está bem melhor que antes e é um prato cheio para quem gostou do primeiro jogo, graças principalmente a uma história bem mais envolvente e um combate melhorado.

Prós:
  1. Enredo mais envolvente e interessante;
  2. Combates divertidíssimos;
  3. Modos cooperativos;
  4. Uma experiência melhor em tudo.


Contras:
  1. Muitos mistérios não solucionados;
  2. Ainda um pouco genérico.



Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
8/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Guimephiles

Reviews da crítica

©2016 GameVicio