GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Halo Wars para X360 de Outer Space

por Guimephiles, fonte Outer Space, data  editar remover


Depois de terminar a briga no blockbuster Halo 3, a expectativa dos fãs de Master Chief era por mais. Mais Warthogs, mais Grunts, mais Spartans e mais batalhas épicas entre a humanidade e alienígenas. As preces foram atendidas com Halo Wars, que mostra alguns eventos do universo de Halo sob um olhar diferente ??? o de um jogo de estratégia em tempo real.

E o mais importante: Halo Wars é o último produto da Ensemble, produtora responsável pela série Age of Empires. Com a responsabilidade de encerrar com chave de ouro uma carreira brilhante, é natural que este título empolgue entusiastas antes mesmo de ser jogado.

Olhando de cima

Não é preciso pensar muito para chegar a conclusão que o maior desafio da Ensemble na criação de Halo Wars era adaptar a jogabilidade de um RTS ??? gênero que encaixa perfeitamente com o mouse e o teclado ??? em um console. Claro, já existiram vários outros jogos de estratégia em tempo real para diversos consoles, mas nenhum deles conseguiu criar uma forma de se jogar que se adaptasse bem aos botões limitados, analógicos e direcionais digitais.

Provavelmente, foi um desafio similar ao da Bungie ao criar Halo para o primeiro Xbox. Na época, jogos de tiro em primeira pessoa eram quase que exclusividade dos PCs, e salvo raras exceções (como Quake 3 Arena no Dreamcast), todas investidas do gênero em consoles não foram tão bem sucedidas quanto a aventura do mestre-chefe, cujo estilo de jogo se encaixou muito bem na plataforma da Microsoft. E assim como a Bungie no passado, a Ensemble deu conta do recado muito bem: a jogabilidade em Halo Wars conta com mecânicas que funcionam perfeitamente no Xbox 360, com um sistema de controle simples e fácil de aprender.

Só por funcionar bem, Halo Wars já começa agradando. Claro que existem algumas complicações para selecionar poucas unidades com velocidade, criar exércitos grandes ou selecionar muitos alvos para um ataque coordenado, mas, obviamente, os produtores também pensaram nisso, portanto aqui não será preciso dividir o exército, que sempre é bem pequeno, em forças diferentes para alvos diferentes. Como Halo FPS, este jogo é bem direto na sua ação e de certa forma simples. Os estrategistas mais xiitas podem se incomodar com a abordagem diferente ao gênero que é trazida por Halo Wars, mas é incontestável que ela consegue lidar bem, não apenas com as limitações, mas também com as qualidades do controle do Xbox 360.

O único ponto realmente incômodo aqui é no uso das habilidades especiais de certas unidades. Cada unidade conta com algum tipo de arma diferente ou técnica de combate específica. Os marines, por exemplo, podem arremessar granadas para destruir construções e veículos com mais eficiência, basta usar o ???Y??? para atacar ao invés do ???X???. Mas se alguma outra unidade estiver selecionada, ela também utiliza seu ataque especial, o que é um pouco frustrante, principalmente se for algo que não poderia ser desperdiçado. Mas mesmo isso pode ser driblado com um pouco de prática e paciência.

No comando

Talvez alguns jogadores tenham cansado de ser John-117 ??? o solado modelo, sempre cumprindo ordens e satisfazendo os caprichos de seus superiores. Em Halo Wars, finalmente chegou a hora de mandar. Na campanha principal, o jogador é um oficial da UNSC, que apesar de não ser tão desprovido de personalidade quanto o Master Chief, não passa de um personagem bem estereotipado, assim como a cientista que o acompanha em boa parte das missões.

Isso não faz com que a história de Halo Wars seja ruim ??? assim como na série FPS, é a ambientação e o cenário que envolvem o jogador, além, é claro, dos veículos sensacionais e batalhas épicas em que a existência parece estar por um fio. O que realmente decepciona na questão do modo de um jogador aqui é o fato de que existe apenas uma campanha, a dos humanos, que não é tão longa assim. Naturalmente, ninguém reclama de não poder jogar com os vilões de Halo 3 na campanha principal, mas o esperado de um RTS é que exista uma campanha para cada facção do jogo. Definitivamente, é uma grande decepção não existir nenhuma campanha com o Covenant.

E talvez uma decepção maior seja que não é possível nem jogar com a Flood, o que definitivamente seria um pouco estranho, mas curioso e tentador. Warcraft 3, Starcraft e muitos outros mostraram que três facções jogáveis é um número saudável, só que aqui, apesar da existência de três facções claras no universo de Halo, não se joga com a Flood, e o Covenant só é jogável no multiplayer ou no modo skirmish.

Felizmente, o modo multiplayer consegue ser um destaque a parte. Assim como qualquer Halo e todo jogo da Ensemble, o modo para muitos jogadores é um componente bem feito e imprescindível. São 14 mapas com possibilidades de jogo com 1 vs 1, 2 vs 2 e 3 vs 3. Existe até mesmo um sistema de ranking similar ao de Halo 3, mostrando que a Ensemble realmente se esforçou para agradar neste aspecto.


O Veredicto: Assim como a Bungie mostrou com o primeiro Halo como um FPS pode funcionar muito bem em consoles, a Ensemble faz o mesmo para o gênero RTS com Halo Wars. A mecânica de jogo é brilhante e resulta em uma jogabilidade surpreendente dentro das limitações de um console. A ausência de uma campanha para o Covenant e o fato de que a Flood não é nem jogável incomodam um pouco, mas nem isso consegue abafar o divertido modo multiplayer. Halo Wars é o perfeito presente de despedidas da Ensemble: inovador em sua jogabilidade e com a vantagem de ser ambientado em um cenário de uma franquia bem popular e respeitada pelos donos do Xbox 360.


Prós:

- Um RTS que funciona em consoles;
- Uma nova abordagem na ambientação de Halo;
- Multiplayer divertido.


Contras:

- Sem campanha para o Covenant.
- Ativar habilidades especiais de unidades pode ser complicado;
- Flood não é jogável.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
8/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Guimephiles

Reviews da crítica

8 / 10
Eurogamer
4.3 / 5
Fliperama
©2016 GameVicio