GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Tomb Raider: Underworld para PC de GameVicio

por John Kay, data  editar remover


Introdução


Tomb Raider: Underworld, é o nono jogo da série Tomb Raider. Distribuido pela Eidos Interactive e desenvolvido pela Crystal Dynamics. Foi lançado oficialmente no dia 18/11/08 para as plataformas PC, PS2, X360, Wii, PS3 e DS. A franquia retorna para encerrar a história iniciada com o bem sucedido Tomb Raider: Legend lançado em meados de 2006.

Trata-se de um jogo de aventura, completamente cheio de puzzles, o que dificulta muitas vezes a jogatina do jogador por ser relativamente muito complicado de desvendar os enigmas.


Enredo/História


Quem nunca ouviu falar em Lara Croft no mundo dos games? Pois bem, ela é a arqueóloga mais linda e aventureira já vista. Se tornou mundialmente conhecida por suas aventuras, pela sua coragem e por sua facilidade em desvendar mistérios e conquistar tesouros.

Como de costume, Lara terá que percorrer por vários lugares do mundo a fim de cumprir seus objetivos, ou melhor, seu objetivo. Desta vez a arqueóloga terá de reunir forças para encontrar e se apossar do temível martelo do Deus Nórdico do Trovão, Thor, que segundo a lenda o possuídor deste martelo tem a capacidade de esmagar gigantescas montanhas, além de ter poder para destruir nada mais, nada menos, do que Deuses Mitológicos. A musa Lara irá atrás dele para tentar encontrar respostas sobre o verdadeiro paradeiro de sua mãe.


Volta ao Mundo


Já não é novidade nesta franquia você, na pele de Lara, viajar pelos mais diferentes lugares do planeta. Em Underworld esta aventura continua.

Desta vez você viaja à lugares extremamentes distantes um do outro como, Inglaterra, Noruega, México entre outros lugares do mundo, tudo isso através de um Loading entre uma fase e outra.


Perigo à vista


Se tratando de Lara Croft, nada é perigoso, tudo parece simples, mas desta vez não é bem assim. Além de enfrentar os tradicionais animais vistos em toda a série como Onças, Morcegos, Tubarões, Leopardos, Aranhas e Tigres. Lara também enfrentará alguns "monstrinhos" gigantes que encontra como desafios no decorrer das fases e também umas criaturas esquisítas que não morrem com simples tiros, após isso terá de decapitá-las para não levantarem mais.

Contudo, ainda assim não está livre dos perigos da natureza e de armadilhas espalhadas pelas fases. As armadilhas variam desde lâminas cortantes que se movimentam até estátuas que cospem fogo. O perigo também está presente nos movimentos que Lara deve executar para sair de determinada situação. Quanto está pendurada em pilares, um simples tombo pode lhe custar a vida.


Gráficos


?? um dos pontos fortes do jogo. São incrivelmente belos. Os efeitos de luzes são extraordinários, tão belos que parecem realmente real. Mas um fator que realmente impressiona neste quesito está na própria personagem. Lara ao cair na lama, ficará suja, até que mergulhe na água ou que chova para ela se limpar, se não fizer isso permanecerá visivelmente suja.

Outra inovação para esta série, é que Lara ao passar em arbustos não mais os atravessará e sim abrirá o caminho com a mão para se desviar deles, que quando estão molhados nota-se a água escorrendo. Os cenários são lindos e detalhados, tumbas sob escombros, arbustos em meio a isso, teias de aranhas, pilares destruídos, tudo muito bonito.

Porém, todo este lindo cenário tem uma única falha. Pouca interatividade com o mesmo. Nada mais além de empurrar algumas caixas ou concretos e de quebrar alguns vasos aqui e ali. Os próprios puzzles às vezes parecem não pertencerem aos cenários por ter um destaque maior em relação as demais coisas, facilitando em determinadas ocasiões.


Inteligência Artificial


Isso nunca foi um ponto favorável da franquia. Embora os inimigos apareçam, em bastante número, nunca apresentaram um grande desafio. Em Underworld não é diferente. Os animais terrestres quando te atacam, fazem isso tão ingenuamente, que basta subir em um local um pouco mais alto e de lá atirar neles até descanssarem em paz.

Com os humanos não é diferente. Você os encontra sempre desprotegidos, sempre de frente para você, nunca estão escondidos atrás de algo para se proteger. Para matá-los basta dar tiros e se proteger ou simplesmente sair atirando que nem louco para cima deles, pois fazendo isso, perdem a capacidade de atirar e ficam parados como bonecos.


Som


A trilha sonora deste game é impecável. Para cada cena ouve um música diferente. Isso foi muito bem trabalhado, para cada tipo de ação há músicas distintas, nunca se repetindo.

Em relação as armas, fica muito a desejar, está longe de ser parecido com o som de uma arma verdadeira. Aliás, mais parece o som de um tiro de revólver de espoleta ou de uma bombinha do que um som de uma arma mesmo.

Os sons das florestas e animais não tem nada de especial, simples mas que não deixa a desejar.


Jogabilidade


Esta não é uma questão muito favorável neste game, pois não sofreu mudanças. Como grande parte dos jogo em 3ª pessoa, Tomb Raider também apresenta muitas dificuldades na sua jogabilidade, é prática mas não dinâmica. Um bom exemplo disso é maneira com que Lara salta, muitas vezes são saltos cegos, que você não sabe para onde está saltando devido a colocação da câmera, que não tem a rotação suficiente para esta ação em determinadas ocasiões.

A maneira com que atira também não sofreu nenhuma alteração. Muitos jogadores devem odiar não ter a mira da arma para atirar aonde quiserem. Em Underworld permanece o velho e péssimo sistema de mira automático, em que basta deixar precionado um botão, que a mira localizará o inimigo automaticamente, o único trabalho que você tem é atirar e carregar a arma. Você até tem a opção de aparecer a mira, mas isso somente quando tiver um inimigo por perto, e ainda assim Lara não poderá se mexer.

Com veículos, ou melhor veículo, pois Lara terá disponível apenas uma Moto em algumas missões, a jogabilidade também ficou muito a desejar, basta apertar uma vez nas direcionais para virar a Moto e ela praticamente da meia volta num ângulo de 180º. Realmente muito complicado.


Armas


As armas também permanecem as mesmas dos jogos anteriores da franquia. A novidade fica por conta do temído Martelo de Thor, que você adquire ao decorrer do jogo. As demais são:

Pistolas > As inseparáveis "pistolas gêmeas" de Lara, disponíveis por todo o game, com munição infinita.
UZIs > Um par de UZIs também está presente, com a mesma potência das pistolas, porém disparadas mais rapidamente.
Shotgun > Muito efeciente contra inimigos humanos, porém deve ser atirada de uma distância muito perto.
Metralhadora > ?? a mais efeciente para disparos longos, além de ser muito rápida e poderosa.
Pistola de Tranquilizantes > Basta um tiro e seu inimigo estará imóvel temporariamente no chão, muito eficiente contra animais.
Lança Arpões > Sua única utilidade e dentro da água para matar os tubarões, é muito eficiente, porém de curto alcance.
Granadas > Muito útil para matar inimigos que atacam em bandos, poucas vezes isto acontece, mas se assim acontecer, esta é a arma apropriada.


Equipamento


Desta vez Lara possui um equipamento um pouco mais moderno. Além da já tradicional pistola-gancho que a permite se pendurar em determinadas ocasiões e mover certos objetos, ela também possui um PDA que apresenta informações do local onde se encontra. Dentro deste PDA há um Mapa Sonar, que mostra o local totalmente em 3D, sendo muito útil no decorrer do jogo. Também possui a lanterna e um binóculo.


Prós e Contras


Prós:

* Gráficos muito lindos, que dão um visual de primeira linha;
* Equipamento de Lara muito útil durante o jogo todo;
* Muitos lugares do mundo para percorrer o que dá uma melhor impressão do game;

Contras:

* Jogabilidade deixa muito a desejar;
* Apesar da grande variedade de músicas para cada ação, o som em geral não é um ponto forte;
* Inteligência Artificial péssimamente elaborada;
* Inimigos muito simples e repetitivos;
* História apesar de interessante é muito fraca;


Conclusão


Dizer que Tomb Raider: Underworld é o melhor jogo da Franquia não é exagero, mas podia ter sido melhorada muitas questões referentes a ele. Para quem conhece o jogo e acompanha a série a muito tempo, esta edição é uma boa pedida. Mas para aqueles que não gostam de jogos neste estilo ou não gosta de resolver puzzles não mudará de idéia após jogá-lo.

Tomb Raider Underworld é um ótimo jogo, mas não chega ao ponto de converter pessoas para seu lado. Mas vale a pena ser conferido.


Notas


Gráficos: 9.0
Som: 8.5
Jogabilidade: 8.0
Inovação: 8.5
IA: 8.0


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
GameVicio
8.5/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de John Kay
©2016 GameVicio