GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots para PS3 de GameVicio

por Rodrigo Petraca, data  editar remover


Vamos ao game.


O ano é 2014 e estamos no Oriente Médio, alvo contantes de guerras e crises politícas. A busca por recursos minerais (como Petróleo) força certos grupos independentes a formarem o que se chama de PMC's (ou Companhia Militares Privadas). Grupos paramilitares independentes que buscam conquistar e dominar determinado território importante. No meio dessas companhias está o velho e conhecido Revolver Ocelot, que desde o episódio de Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty é conhecido como Liquid Ocelot. Isso porquê em 2005 no game Metal Gear Solid Revolver Ocelot teve seu braço direito cortado subitamente por Ninja Gray Fox (Frank Jegger). Ocelot pertence ao grupo secreto chamado os Patriotas ou "Patriots", grupo esse que era financiado durante grandes países na Guerra Fria para se auto sustentar militarmente. Por isso o nome sugestivo do game, sakaram?!


Conhecimento mínimo sobre o enredo:

Álem de todo esse problema no Oriente Médio, agora Liquid Ocelot têm o poderio militar suficiente para criar uma nova guerra contra os EUA, eis que surge um chamado para um herói que conhece muito bem o campo de guerra; ninguém menos que "Solid Snake" (David Hayter). Detalhe, hoje Snake (também chamado de Old Snake) sofre de envelhecimento precoce devido ao fato dele ser um clone do Lendário Soldado Big Boss. De acordo com seu velho tutor de guerra Coronel Roy Campbell (hoje Conselheiro de Paz da ONU) essa será sua última e derradeira missão. A princípio Old Snake, rejeita, mas acaba aceitando a missão em seguida. Bem essa é a base da nossa história.

Gráficos:

Logo após, vamos para o Oriente Médio, assistindo a uma filmagem do game renderizada em tempo real, com as mesmas texturas gráficas ingame, e acredite, é impressionante a qualidade da imagem. Coisas como: prédios em ruinas, soldados caídos, veículos é incrívelmente bem renderizado. O único detalhe que fugiu a regra são os efeitos de fogo, esses sim são bem mal feitinhos.
Tudo é muito bem feito. A imensidão do terreno impressiona. Em pontos mais altos, como prédios ou colinas, dá pra se ver o horizonte e tudo mais o que a visão humana alcançaria. O game cumpre o que foi proposto desde o ínicio: revolucionar os gráficos dessa NextGen.
Prepare-se para experimentar diversos ângulos de câmera e visões. Isso porquê a Alavanca Analôgica direita lhe da total liberdade em 360° graus para mover o eixo de visão do personagem. O único problema dela é em ambientes pequenos e fechados, acaba ficando um pouco confuso e desnorteando a visão.
Destaque para a super produção e movimentação dos personagens principais, como: Old Snake ou Otacon. Os personagens são até agora em matéria de gráficos os mais bem feitos e criados até o momento. Desde a textura de pele ou roupas, tudo parece uma obra prima. Até os inimigos que estão em muito maior número, receberam um polimento e detalhamento gráfico impressionante.

Som:

O som é outro fator importante no game. Com várias explosões e gritos dos soldados, é inevitável as vezes você não se ver dentro da guerra. As músicas também estão lá. E foram compostas por "Williams Harry Gregson" (famoso desde as canções de MGS 1 e Call of Duty 4). Outro detalhe: é possível coletar as músicas bônus do game e ouvi-las no Ipod particular de Old Snake, durante as missões. Qualidade Dolby Sorround digital de cinema.

Armas:

Agora Old Snake conta com uma variedade enorme de armas. Não pude contar ao todo quantas são, mas acredite são inúmeras. E também agora ficou mais fácil e intuitiva usá-las, isso porquê quando Old Snake empunha a arma a câmera é colocada rapidamente por trás do ombro direito do personagem e surge a mira da arma focada no centro da tela. Aperte o [triângulo] e você verá a visão da arma sendo apontada através da Alça de Mira.
Com tantas armas assim, não pense que você será como o Robocop não. Agora porquê toda arma no game é identificada particularmente por cada soldado (as ID Tags), a cada arma que você encontra você deve levá-la até o Mercador de Armas chamado Drebin. Ele irá "limpar" a arma e assim você poderá usá-la. Outra coisa legal, é que o mesmo Drebin lhe irá vender upgrades e melhorias para as arma no game, como: mira Laser, empunhadura, coronhas etc...

Amigo e Inimigos:

Prepare-se para ver grandes amigos e inimigos durante o game. Já sabemos que a sobrinha (vou evitar um Spoiler) do Coronel Roy Campbell estará no game: Meryl Silverbugh, assim como a Drª Naomi Hunter, Mei Ling, Rose, Otacon, Raiden (agora com o exoesqueleto de Cyborg Ninja), Eva. Os inimigos são nossos bons e velhos: Liquid Ocelot, o vampiro romeno Vamp, a unidade especial The Beauty and the Beast (composta pelos Bosses do game) e as Gekkos - mulheres alteradas bioroboticamente para a guerra.

Bugigangas:

Como não podia de ser Old Snake conta com as invenções de Otacon para ajudá-lo no campo de combate. Temos agora um pequeno robô portátil chamado: Mk II. Robô esse controlado por controle remoto que pode ficar invísivel e passar desapercebido pelos guardas além de contar com um sistema de ataque/defesa onde ele dá um choque atordoante no adversário. Outro lance legal é o Solid Eye System. Mecanismo visual que Old Snake usa no olho direito e lhe da informações em tempo real da situação além de oferecer visão noturna e telescópica. E tem um dos itens mais bacanas de todos: o OctoCamo. Old Snake veste um uniforme negro no game que se adapta ao ambiente em que ele se encosta. Ex: se você se encontar com Old Snake em uma parede branca, o uniforme do Snake irá absorver essa cor e transpassá-la para o uniforme, dando assim o efeito camaleão ao espião. Ou você pode fazer o procedimento manual, assim como era feito em Metal Gear Solid 3: Snake Eater

Replay:

Com certeza você irá jogar esse game muitas vezes após zerá-lo. Isso porquê existem diversos bônus e segredos que vão sendo habilitados e descobertos no decorrer do game.

Conclusões Finais:

Realmente é o game do ano de 2008. Sem sombra de dúvida.
Fora a possibilidade de todos entenderem todos os detalhes do game, não deixando escapar nenhum lance, o game conta com uma ferramenta emocional que prende a atenção do jogador até nas filmagens mais longas. Filmagens essas de alta qualidade, tanto gráficas quando em termos de direção de personagens e ambiente.

Contras:

O game não possui um Modo Teatro, onde você poderia ver as filmagens do game.
Pequenas pré-instalações (cerca de 3 ou 5 minutos cada) do game antes de cada Capítulo (no total são Cinco Capítulos).
A câmera as vezes pode lhe atrapalhar as vezes.

Prós:

?? um título da série Metal Gear Solid, isso basta.
Direção e criação Hideo Kojima.
Inovação gráfica (apesar da Engine antiga), som animais, dublagem profissional, enredo sensacional.
Não deixou nada a responder... Tudo está aqui respondido e solucionado.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
GameVicio
9.9/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Rodrigo Petraca

Reviews da crítica

©2016 GameVicio