GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Halo 3 para X360 de GameVicio

por alessandrogt, data  editar remover


Assim como milhares de outros gamers, esperei a chegada do terceiro game da série sem me preocupar com o fato do estúdio responsável pelo desenvolvimento manter muitos detalhes trancados ???a sete chaves??? durante todo o tempo que o produto estava em fase de criação. Sabiamente, meu avô sempre dizia que quando há muita propaganda sobre determinado produto, é bom desconfiar. Imagino que você, leitor, não esteja entendendo aonde quero chegar. Pois bem, continue lendo e logo a ???ficha irá cair???.

Estranhamente, circulou a informação na Internet de que a Microsoft tinha construído um local para abrigar o time de desenvolvimento de Halo e, para completar a cena, mantinha seguranças para não deixar repórteres ou bisbilhoteiros obterem qualquer detalhe do jogo. Exageros à parte, talvez este tenha sido o primeiro grande golpe de marketing. O passo seguinte foi liberar materiais aos poucos. Todos com conteúdo pouco reveladores do que viria a seguir, como por exemplo, cenas de animações (as famosas cinematics). Por fim, sabendo da enorme curiosidade da nação gamer, a MS deu seu golpe de misericórdia, permitindo que todo usuário pudesse baixar e jogar uma demo com um detalhe secreto incluso: um sistema de reconhecimento de sistemas destravados. O resultado foi excelente para a Microsoft. Meses antes de o jogo ser lançado, a empresa conseguiu banir em caráter definitivo milhares de usuários teoricamente ilegais. A notícia tomou conta de diversos fóruns e elevou o Ibope de Halo.

Esclarecida a grande jogada de marketing da MS, Vamos aos fatos mais recentes. Na semana passada, uma coletiva de imprensa em São Paulo, marcou o pré-lançamento do jogo. Curiosamente, uma empresa do tamanho da companhia de Bill Gates podia fazer algo grandioso, mas, ao contrário disso, a assessoria de imprensa teve de correr nas vésperas para ???eliminar??? alguns jornalistas. A justificativa foi uma das piores: o local escolhido não comportaria mais do que um representante de cada veículo.

Na minha humilde opinião, houve um grande erro na explicação. No Brasil, existem não mais do que seis revistas especializadas, um número similar de sites (leia-se portais) e um número razoavelmente pequeno de revistas semanais e jornais com cadernos de informática. Talvez, em uma conta grosseira, não mais do que quarenta ???jornalistas???.
Seja lá como foi pensado, o evento, segundo alguns colegas, foi fraco e sem muito impacto. Nem ao menos o produto foi entregue aos presentes.

Novamente, de qualquer maneira, o fato é que, apesar de grande expectativa, algo já anunciava que nem tudo aquilo que se esperava de um produto tão aguardado estaria presente no jogo.

Antes de partir para a análise, creio que seja importante esclarecer que não tenho nenhum vínculo com a Microsoft ou mesmo com a Bungie. Joguei o game de ponta a ponta duas vezes para não cometer nenhum tipo de gafe, mesmo assim, não sou perfeito e, meus pontos de vista têm como base minha experiência como gamer e tudo o que vi no primeiro e segundo game da série. Deixei de lado a parte multiplayer e, caso algum leitor queira incluir comentários ou mesmo implementar minha analise através da experiência multiplayer, sinta-se à vontade.

Decidi escrever esse review por um fato simples: cansei de ver ???colegas??? elogiando Halo 3 e fazendo matérias favoráveis à compra do mesmo. Inicialmente, imaginei que eu estava ficando velho e ranzinza demais. Não consegui ver nada de bom. Acessei alguns fóruns, troquei algumas ???figurinhas??? e, como eu já esperava, outros gamers também estavam chateados com o game. A partir daí, senti-me na obrigação de expor meu modo de pensar através da oportunidade aberta pelo Gamevício. Como jornalista, tenho o dever e o direito de expor meus pontos de vista a partir do momento que estou isento de qualquer vínculo, como disse anteriormente. Espero que os ???pseudo-jornalistas??? que se dizem autores de artigos (muitas vezes copiados, traduzidos ou ???adaptados??? de revistas estrangeiras) não se importem que seus leitores tenham acesso às impressões realistas sobre o jogo.


Enredo


Teoricamente, Halo tem uma das mais impressionantes histórias de ficção cientifica que um jogo eletrônico já apresentou. Não é a toa que três livros foram lançados para esclarecer toda a trama envolvendo o herói Master Chief. Halo 3 encerra o ciclo desenvolvido nos games anteriores, esclarecendo os detalhes de todas as raças envolvidas no conflito intergaláctico e, principalmente, todos os mistérios envolvendo o projeto Spartan. Apenas a título de curiosidade, tal projeto teve início em 2517, quando um cientista resolve selecionar e seqüestrar crianças para uma das mais terríveis experiências genéticas que a humanidade teve notícia. Por acaso, o herói do jogo era uma dessas crianças...


Gráficos


Particularmente, o terceiro game da série não parece aproveitar toda a capacidade de hardware que o Xbox 360 apresenta. Tive a curiosidade de fazer uma viagem no tempo e ligar meu XBOX antigo para ver como eram os gráficos do primeiro título da série. Para minha surpresa, poucas coisas foram modificadas, entre elas, as construções vistas do lado de fora. De resto, tudo parecia meio ???arcaico demais.???

Também percebi que o ângulo de visão, proporcionado pelo capacete do Chief, parecia estranha. Depois de um certo tempo, notei que o que atrapalhava era a falta de uma visão um pouco mais abrangente, algo como uma visão periférica, um pouco mais parecida com a visão humana. Como única justificativa para tal impressão, achei que, pelo fato do personagem usar um capacete, seu campo de visão poderia ficar um pouco prejudicado. Seja lá como for, em fases onde os ambientes são mais apertados e há uma imensidão de inimigos, todos muito próximos, a coisa fica difícil mesmo.

As texturas não me pareceram tão perfeitas como as de jogos mais recentes. Em especial das instalações e inimigos. Durante alguns combates, elas ficaram confusas e sem definição.

As animações apresentaram um grau de detalhe maior, porém, venhamos e convenhamos, que já se foi o tempo em que os jogos tinham de abusar das cinematics para compensar a falta de recursos durante o gameplay.


Arsenal


Halo 3 conta com uma boa quantidade de armas e veículos que o jogador pode usar. ?? bacana perceber que, tanto os utensílios ???humanos??? quanto os alienígenas podem ser manuseados pelo Master Chief.

O quesito munição é algo que pode se tornar crítico, pois, para se acabar com determinados inimigos, é necessária uma quantidade absurda. Mas, nada que algumas voltas pelo cenário não possam resolver.


Jogabilidade


Curva de aprendizado bem curta. Ponto para a Microsoft. ?? simples controlar os movimentos do Master Chief. Coletar e usar armas também é muito intuitivo. E, falando nisso, a variedade de armas e veículos é surpreendente, porém, os problemas vêm logo a seguir.

Um dos mais graves, na minha opinião, diz respeito à física maluca empregada no jogo. Durante uma operação de ação, ao volante de um veículo, tive a impressão que o mesmo estava sendo puxado para trás. Apesar de toda robustez do carro, a movimentação acontecia de forma lenta demais. Isso não seria problema se, durante uma determinada batalha, ao ser atingido por um disparo inimigo, o personagem e o veículo não ficassem rodando num dos efeitos mais pobres de capotagem que eu já vi na vida. E o mais incrível de tudo foi que, em muitos casos, o carro voltava a sua posição original sem que nenhum tripulante sofresse qualquer ferimento.

Aproveitando o gancho das batalhas, o jogo decepciona no momento em que coloca o jogador no papel de um atirador compulsivo. A infinidade de inimigos e a igual quantidade de armas espalhadas pelo cenário tornam a aventura maçante. Ainda falando do armamento, é interessante perceber que qualquer arma pode ser usada no jogo, seja ela dos humanos ou dos alienígenas mortos durante o conflito. Por outro lado, como explicar que centenas de tiros podem ser inúteis frente ao famoso golpe da coronhada? Isso me deixou bastante curioso já que, em determinados momentos, resolvi partir para o combate mano a mano, usando como instrumento de tortura armas totalmente descarregadas....

Todos esses problemas poderiam ser esquecidos a partir do momento que a história não seguisse o rumo óbvio da seqüência linear. Todos os mapas apresentam uma única alternativa de conclusão. Não importa o que você queira fazer. Para completar uma fase, só há um caminho. Para um título de ficção científica, pelo menos duas alternativas de condução da história poderiam empolgar.


Som


Talvez o único ponto que não deixou a desejar. A música escolhida para acompanhar cada missão parece casar de forma perfeita com a ação.

A versão que utilizei para a análise foi uma internacional com legendas em português. Alguns especialistas reclamaram da qualidade de dublagem da versão lançada oficialmente no Brasil. Infelizmente, não tive acesso e, neste ponto, prefiro deixar o espaço para quem, de fato, jogou na versão nacional.


Extras


Como expus no item anterior, a versão que utilizei contou com a presença de legendas. Para minha surpresa, muitos itens ficaram sem tradução alguma. Um bom exemplo é o termo Checkpoint. Tudo bem que, nós, gamers, sabemos o que significa o termo, mas, é interessante perceber que não houve a preocupação em localizar um termo similar para deixar tudo de fato em português.

Após o término do jogo, não é possível acessar as fases de forma seletiva. Para quem gosta de jogar mais de uma vez um determinado ponto do game para explorar o cenário ou buscar outras formas de ???lidar??? com as batalhas, tem a ingrata surpresa de ter de jogar tudo de novo.

A mensagem final é bem adequada. A equipe da Bungie agradece por ter salvo o universo e, mais importante, por ter jogado Halo 3. Fiquei pensando porque eles agradeceriam por ter jogado o game até o final. Depois de avaliar Halo 3 de ponta a ponta, conclui, facilmente, que tal agradecimento poderia ter o mesmo significado de um pedido de desculpas pela frustração causada....


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
GameVicio
5/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de alessandrogt

Reviews da crítica

©2016 GameVicio