GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Star Wars Republic Commando para PC de GameVicio

por RipadorBR, data  editar remover


O Republic Commando chega ao mercado sem muito barulho e para trazer de volta a nova onda dos jogos em equipe. Antecedendo o conhecido Swat 4, o fan de Star Wars agora assume o papel de um Soldado Clone a serviço do Grande Conselho da República. Desta vez, no comando de um esquadrão de elite dos exércitos Clones, para lutar atrás das linhas inimigas dos exércitos separatistas. As missões vão de batalhas ferozes a missões dirigidas com objetivos pré-determinados.

O criador da série neste episódio retrata o que acontece após a batalha que se inicia no final do episódio anterior de Star Wars. Partindo daí, o jogador desce no ambiente hostil de Geonosis, a primeira grande sensação a ser experimentada pelo jogador será o intenso combate em que será engajado no tutorial inicial do jogo. Diferente dos outros games que se iniciam com muita história, tutoriais e planejamentos estratégicos, esse jogo o coloca direto na ação, quando falamos ação, é paulera pura.

Jogabilidade


Seguindo o modelo de controle de equipe o jogador controla um grupamento de 4 soldados clones com status de comando ou forças especiais da República. Cada personagem tem suas características especiais, o líder que é o personagem mais importante, que é assumido pelo jogador, um franco-atirador, um homem dos explosivos e o homem de armas pesadas. O engraçado do jogo é que os personagens tem personalidade própria, disputam e brigam entre si como um grupo normal em que as pessoas são diferentes, mostrando nos diálogos a tendência a desobediência e violência de cada um.

A diferença para os jogos concorrentes é que os controles de comando do Republic são bem mais fáceis de serem usados. Sem os menus de comando que são marcas registradas dos concorrentes, o novo lançamento traz em sua interface pontos específicos onde o jogador pode posicionar seus homens. Isso faz uma grande diferença quando em combates muito intensos, como no modo difícil em que se tem que combater hordas inteiras de inimigos, sejam eles de carne ou aço, não importa, sempre é muito difícil.

Inteligência Artificial Avançada


O elemento surpresa foi tirado desta série, primeiro porque você está em um campo de batalha, e para os que são militares e conhecem bem a situação, raramente numa guerra se consegue pegar o inimigo desprevenido ou de costas assoviando. Nesta série, os droids estão caçando os comandos e a prioridade é passar de caça a caçador. Para você não ser surpreendido antes de entrar em uma área de combate é de suma importância posicionar seus homens, se proteger depois e mandar raios laser pra cima deles.

Por não serem Clones comuns, os comandos são muito espertos, se você não lhes der ordens pra se protegerem ou não posicioná-los, eles o farão sozinho. A desvantagem é que eles às vezes podem ser atingidos enquanto o fazem, essa possibilidade, no entanto, diminui muito quando se comanda o esquadrão com astúcia e antecipadamente. O que, com certeza, deixa a inteligência artificial do jogo entre uma das primeiras do momento.

Pontos Negativos


O que pode desanimar os fans da aventura original é que, apesar dos incansáveis combates e o ritmo de batalha real, o jogo é curto e mesmo sendo cheio de adrenalina não tem o que os gamers de hoje estão acostumados, que são as longas histórias e longevidade dos jogos. Mas por ser da série Star Wars, Republic Commando ganha nas inovações, que com certeza, puxarão as novas tendências.

Pontos Positivos


** Um dos pontos positivos do jogo é o sistema de armas, que não vem mais com um arsenal, que sempre foi difícil de entender como uma pessoa poderia carregar. Isso torna o jogo mais realista. Os comandos vêm com armas laser e carregam no máximo três: uma pistola de energia com pouco poder de fogo e que não precisa ser recarregada. Uma blaster com algumas modificações que podem ser adicionadas, sendo uma para rifle normal, outra para franco-atirador, um acessório tipo metralhadora e outro lança granadas. Vejam bem não são quatro armas, mas uma com dispositivos acoplados que a fazem mudar o tipo de tiro, muito criativo para o gênio inventivo da turma de George Lucas. E por fim, o jogador pode pegar as armas especiais deixadas pelos inimigos no cenário, mas o soldado só pode carregar uma arma especial de cada vez. Juntando-se ao arsenal os normais explosivos já conhecidos por todos os jogadores de games de tiro.

** Outra novidade é o capacete dos comandos, enquanto em outros jogos os indicadores vinham todos espalhados pela tela, no Republic Commando, todas as informações do jogo são mostradas no HUD (visor do capacete), que traz as informações em pontos estratégicos. Os diálogos são mostrados na parte de cima do capacete quase em frente à visão de combate, facilitando para o jogador acompanhar o diálogo dos personagens, se divertir com as tiradas de cada um e com mente doentia de outros, tudo isso enquanto combate ferozmente na fase. Claro que, isso também permite ao jogador acompanhar a tradução Gamevício dos diálogos do jogo.

** Interessante também é a capacidade de reviver um soldado atingido em combate. Em alguns combates é quase impossível não perder ninguém da equipe. Pra ajudar nisso o jogo traz uma inovação que é um pequeno dispositivo que faz o reavivamento do personagem através de choque elétrico. Mas não abuse nem se atrase em dar auxílio pra um soldado caído, pois ele pode morrer verdadeiramente. Esse é um recurso muito importante pra quem gosta de jogar no modo difícil. Outra coisa boa da série é que enquanto você tiver um soldado de pé ele pode salvar equipe e não será preciso reiniciar a fase.


Gráficos


A boa notícia em matéria de requisitos de jogo foi que não é preciso ter em casa uma super máquina. Pode-se jogar com e sem os tais pixel e vertex shader das FXs e TIs e outras. Testamos com uma G-Force MX 440 de 64 Mb e uma TI 4200 128 Mb. A de 64 perdeu pouco em qualidade e manteve uma jogabilidade extremamente boa avançada, sem lag. Os gráficos não são o supra-sumo dos games, mas não desapontam em nada a quem não tem um computador potente, seus requisitos mínimos satisfazem a todos. O visual retrata com perfeição os ambientes do jogo não exigindo nada de extraordinário do computador. As diferenças entre as duas configurações são bem visíveis nas texturas. Porque no jogo rodado com placa de 64 os soldados clones não mantêm as diferenças de cores entre os membros da equipe, coisa facilmente notada quando se roda com uma placa de vídeo mais potente. O carregamento das fases e menus manteve a mesma velocidade, o motor de carregamento de fases incrementado neste game da série possibilitou o fim das esperas.

Som


O som dispensa comentários, é uma maravilha. Seja qual for a qualidade de seu som, mesmo usando as velhas caixinhas de som, os fones de ouvido ou as sub-woofer notará que neste quesito Star Wars bate até mesmo Half Life 2, Doom 3 e o aclamado Need For Speed Underground 2. Músicas muito bem escolhidas, na verdade verdadeiras trilhas sonoras de Star Wars, se fundem ao som das armas de forma inigualável nos jogos atuais. Podem aumentar o volume e viajar dentro da sua pequena sala de cinema ou monitor de micro, o som do filme (jogo) mereceu nota 10 da Equipe GameVicio.

Multiplayer


Não testamos o jogo multiplayer, mas o single player é muito curto, então se espera que as continuações mantenham a agressividade e prolonguem os momentos de ação. Se essas expansões vierem.

Conclusão


O Republic Commando mostra um período de transição para os jogos de esquadrão, não acreditamos que esse game da série seja duradouro, pelas poucas perspectivas de expansão da série clone. O máximo que poderia se conseguir seria maquiar a história, mas os recursos de criatividade não aumentariam. A conclusão é que ele tem a seu favor um nome forte na retaguarda, a série Star Wars, que mesmo sendo bom ou ruim sempre atrai muita gente pra testar, tanto os que gostam pra elogiar, quanto os que detestam pra poderem criticar. Pra quem gosta de sair atirando e explodindo tudo que aparece é uma opção muito boa do mercado. A outra opção é ver a versão traduzida dos diálogos e menus do jogo feita pela Equipe Gamevício e seus colaboradores, que modéstia a parte manteve a qualidade de sempre em seus lançamentos.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
GameVicio
8.5/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de RipadorBR

Reviews da crítica

©2016 GameVicio